Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Não devemos esperar epidemia de gripe para procurar vacina, diz infectologista

    À CNN Rádio, Renato Kfouri disse que a “grande lição” do surto de gripe é que vacinas não são para “apagar incêndios”, mas para preveni-los

    Rodrigo Nunes/MS

    Amanda GarciaBel Camposda CNN

    em São Paulo

    Ouvir notícia

    Em entrevista à CNN Rádio, o infectologista e diretor da Sociedade Brasileira de Imunizações, Renato Kfouri, afirmou que o aumento dos casos de gripe que atinge capitais brasileiras deixou uma lição sobre as vacinas.

    “Quem não tomou, deveria ter tomado. Não devemos esperar uma epidemia para procurar a vacina, ela está disponível gratuitamente desde abril, maio, tivemos baixa cobertura, está sobrando vacina e não era para termos doses agora”, avaliou.

    Segundo ele, “o imunizante não é para apagar incêndio, mas para prevenir a entrada e circulação do vírus, impedir epidemias.”

    Kfouri reforçou que a vacina contra a gripe tem que ser tomada todos os anos, já que ela é adaptada anualmente de acordo com as novas variantes do vírus.

    “Ela é desenhada para chegar nos países onde o inverno é em junho e julho em abril, para ser aplicada na temporada em que o vírus circula com mais intensidade. Este ano temos uma epidemia fora do momento habitual”, explicou.

    A duração da imunidade, de acordo com Kfouri, depende de pessoa a pessoa. Em idosos, ela costuma durar, em média, 6 meses. Já adultos saudáveis costumam ter proteção entre 8 e 10 meses.

    O infectologista ainda lembrou que crianças são grupo de risco para a gripe e devem ser imunizadas.

    Hoje, não há intervalo necessário para que sejam aplicadas as vacinas da Covid-19 e da gripe.

    Mais Recentes da CNN