“Não é ameaça de demissão que fará as pessoas se vacinarem”, diz Queiroga

Em evento em Manaus, ministro da Saúde defendeu a vacinação e comentou decisão recente do governo que proíbe empresas de demitir quem não se imunizou

Ministro da Saúde Marcelo Queiroga
Ministro da Saúde Marcelo Queiroga Walterson Rosa/MS

Da CNN*

em São Paulo

Ouvir notícia

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, defendeu neste sábado (6) a vacinação como a melhor solução para combater a pandemia de coronavírus, e afirmou que o caminho para levar a população a se vacinar é pela confiança, não “pela força”.

“As vacinas são a esperança de pôr fim ao caráter pandêmico. Precisamos avançar mais e, para isso, nós temos que ter a confiança da população”, disse Queiroga.

“Não vai ser a base da força que nós vamos trazer a população para as vacinas, nós vamos trazer pelo convencimento. Não vai ser com a ameaça de demissão que nós vamos fazer com que as pessoas se vacinem”, disse o ministro, em referência à decisão recente do Ministério do Trabalho que proibiu que as empresas exijam comprovante de vacina e demitam funcionários por não terem se vacinado.

Queiroga falou neste sábado em Manaus, onde participou de eventos ao lado do governador Wilson Lima pelo Dia da Malária nas Américas.

*Com informações de Cecília Gelenske

Mais Recentes da CNN