‘Não é possível trabalhar com esse número’, afirma Uip sobre queda no isolamento

A taxa de isolamento na capital paulista chegou a 48% nos dias 4 e 5 de maio. No estado, a média chegou a 47%, segundo a Secretaria Estadual de Saúde

O médico infectologista, David Uip, coordenador do Centro Contingência de Coronavírus em São Paulo, 30 de abril de 2020.
O médico infectologista, David Uip, coordenador do Centro Contingência de Coronavírus em São Paulo, 30 de abril de 2020. Foto: Governo do Estado de São Paulo

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A taxa de isolamento na capital paulista chegou a 48% nos dias 4 e 5 de maio. No estado, a média chegou a 47%. Os dados foram divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde. “Não é possível trabalhar com esse número”, afirmou David Uip, coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, em entrevista coletiva na tarde desta terça-feira (5).

“Nós precisamos melhorar isso todos dias. Teremos enormes dificuldades no prazo de um mês se este número não for superior a esse 50%. Eu me refiro aos leitos disponíveis, especialmente aos leitos da UTI”, alertou Uip.

Nesta semana, duas medidas foram implementadas para conter o avanço da doença no estado. Na segunda (4), ruas e avenidas começaram a ter bloqueios parciais.O objetivo é que o trânsito desestimule as pessoas a saírem de casa e isso aumente a taxa de isolamento social da cidade, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), 

Leia também: 

Uso de máscaras na rua vai ser obrigatório em todo o estado de São Paulo

‘Maio será o mês mais agudo da COVID-19’, prevê secretário de saúde de São Paulo

São Paulo passa a bloquear ruas para estimular isolamento e medida gera trânsito

Além do bloqueio parcial das vias, será obrigatório uso de máscaras de proteção nas ruas em todo o estado de São Paulo a partir de quinta-feira (7). A medida foi anunciada pelo governador de São Paulo, João Doria, durante a coletiva de imprensa na segunda-feira (4). 

A taxa de ocupação nas unidades de terapia intensiva (UTIs) no estado é de 68,9%. Na Grande São Paulo, a porcentagem de leitos ocupados é de 86,9%. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (5), durante a coletiva. 

O estado de São Paulo contabilizou 34.053 casos confirmados de Covid-19, com 2.851 mortes. De ontem para hoje, foram confirmados 1866 novos casos. 

Mais Recentes da CNN