Ômicron é identificada em 31% dos casos de Covid-19 em dezembro, diz Instituto

Foram analisadas 640 amostras positivas para a infecção provenientes de 16 estados. Os testes foram feitos em dois laboratórios privados

Pesquisadores da Fiocruz fazem testes para identificar variante do coronavírus
Pesquisadores da Fiocruz fazem testes para identificar variante do coronavírus Josué Damacena/IOC/Fiocruz

Giovanna Galvanida CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

Uma análise feita com amostras positivas do SARS-Cov-2, o novo coronavírus, mostra que 31,7% das infecções foram causadas pela variante Ômicron entre os dias 1º e 15 de dezembro.

O estudo foi feito pelo Instituto Todos pela Saúde em parceria com os laboratórios Dasa e DB Molecular, e foram coletados testes de 16 estados brasileiros.

Num total, 30.483 testes RT-PCR foram realizados nos laboratórios privados nesse período, e 640 deram positivo para a Covid-19 – uma porcentagem de 2,1%. Desses positivos, 203 foram causados pela variante Ômicron, um recorte de 31,7%.

Os testes com infecções pela variante vieram dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Mato Grosso, Bahia, Goiás, Santa Catarina e Tocantins.

“Esse levantamento inclui apenas dois laboratórios, mas dá para perceber a velocidade como a Ômicron está se espalhando pelo Brasil, assim como ocorre em outros países”, diz o Instituto Todos pela Saúde em nota.

Mais Recentes da CNN