Ômicron: Nova York recomenda uso de máscara mesmo entre vacinados

Apesar de não haver casos confirmados da nova variante da cidade, a prefeitura optou por medidas de precaução

Mulher passeia por Nova York usando máscara
Mulher passeia por Nova York usando máscara Noam Galai/Getty Images

Luana Franzãoda CNN*

São Paulo

Ouvir notícia

A prefeitura de Nova York decidiu nesta segunda-feira (29) recomendar o uso de máscaras em locais fechados, mesmo para aqueles que já receberam duas doses da vacina contra a Covid-19.

A medida oficial foi tomada em vista do espalhamento da nova variante do coronavírus, nomeada Ômicron, que já atingiu diversos países, como Inglaterra e Bélgica. O comissário de saúde da cidade, no entanto, confirmou que ainda não há casos confirmados da variante B.1.1.529 na região.

“Nosso conhecimento sobre a Ômicron avançará, e seremos capazes de ajustar nossos sistemas de saúde e estratégias de acordo com a necessidade. Até lá, usaremos nossas ferramentas testadas e comprovadas contra a Covid-19”, disse o comissário Dave A. Chokshi, via Twitter.

De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, o estado de Nova York possui 68,2% de sua população com pelo menos duas doses de vacinas contra a Covid-19.

A nova variante da Covid-19, detectada pela primeira vez na África do Sul, tem levantado dúvidas e apreensão no mundo. Pouco se sabe sobre seus efeitos e se é mais grave do que as anteriores, mas foi declarada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como perigosa.

A principal razão para a surpresa com o surgimento da variante é a quantidade de mutações apresentadas, principalmente na proteína Spike, responsável pela infecção do organismo. Alguns especialistas afirmam que a tendência é de que ela seja mais contagiosa, mas menos letal.

*Sob supervisão

Mais Recentes da CNN