OMS recomenda uso generalizado de primeira vacina contra a malária em crianças

Movimento considerado histórico pela organização visa prevenir a doença que está entre as principais causas de mortalidade infantil na África Subsaariana

Jacqueline Howardda CNN

Ouvir notícia

No que chamou de movimento “histórico”, a Organização Mundial da Saúde (OMS) disse nesta quarta-feira (6) que recomendou o uso generalizado da primeira e única vacina contra malária do mundo entre crianças na África Subsaariana e em outras regiões onde há níveis moderados a altos de transmissão da doença.

A recomendação foi baseada nos resultados de um programa de vacinação piloto em andamento em clínicas de saúde infantil em Gana, Quênia e Malauí, de acordo com a OMS.

O programa, lançado em 2019, demonstrou que a vacina RTS, S / AS01 é segura, econômica, viável de administrar e reduziu significativamente a malária grave em cerca de 30%, disse a OMS em um comunicado à imprensa.

“Este é um momento histórico. A tão esperada vacina contra a malária para crianças é um avanço para a ciência, a saúde infantil e o controle da malária”, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, no comunicado à imprensa. “Usar esta vacina em adição às ferramentas existentes para prevenir a malária pode salvar dezenas de milhares de vidas jovens a cada ano.”

A malária está entre as principais causas de doença infantil e morte na África Subsaariana, e mais de 260 mil crianças africanas com menos de cinco anos morrem de malária anualmente, de acordo com a OMS.

“Durante séculos, a malária perseguiu a África subsaariana, causando imenso sofrimento pessoal”, disse Matshidiso Moeti, diretor regional da OMS para a África, em um comunicado de quarta-feira.

“Há muito tempo esperamos por uma vacina eficaz contra a malária e agora, pela primeira vez, temos essa vacina recomendada para uso generalizado”, disse Moeti.

“A recomendação de hoje oferece um vislumbre de esperança para o continente que carrega o fardo mais pesado da doença e esperamos que muito mais crianças africanas sejam protegidas da malária e se tornem adultos saudáveis.

(Texto traduzido. Leia aqui o original em inglês.)

Mais Recentes da CNN