OPAS: 1ª dose da vacina contra Covid-19 protege apenas 30% contra variante Delta

Vice-diretor da Organização Pan-Americana da Saúde, Jarbas Barbosa destacou que controle da pandemia depende de esquema vacinal completo

Produzido por Vinícius Tadeu*, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Vice-diretor da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS), o epidemiologista Jarbas Barbosa alertou, em entrevista à CNN, sobre a importância da população completar o esquema vacinal contra a Covid-19. Segundo ele, tomar somente a primeira dose da vacina oferece baixa proteção à variante Delta, que tem se espalhado pelo país.

“Algo que não se pode facilitar contra a variante Delta. A proteção somente da primeira dose é de 30%, ou seja, muito baixa”, afirmou Barbosa. “[A vacinação] média da América Latina está ao redor de 16% de cobertura vacinal, ou seja, ainda não completamos sequer a proteção dos grupos mais vulneráveis, que devem representar 20% da população.” 

O médico sanitarista destacou que estudos apontam que o controle da transmissão do coronavírus deve ser alcançado com cerca de 70% a 80% das pessoas vacinadas com as duas doses no Brasil. “E já tem alguns modelos que elevam isso a 90%, o que será um desafio tremendo porque vai exigir também vacinação de adolescentes e, provavelmente, de crianças no futuro.”

Para Barbosa, as diversas flexibilizações de medidas protetivas que ocorrem tanto no Brasil quanto em demais países preocupação para o risco de novos picos de casos da Covid-19, incluindo em locais que a pandemia parecia estar controlada.

Fotos – vacinação no Brasil e no mundo

“É muito importante monitorar e se preparar bem para um possível incremento de casos e seguir com a vacinação porque a vacina protege também contra a variante Delta, assim como as medidas de precaução. A máscara protege contra todas as variantes e evitar aglomerações em locais fechados também.”

Vacinação contra a Covid-19 na capital paulista
Vacinação contra a Covid-19 na capital paulista
Foto: Governo de São Paulo

(*supervisionado por Elis Franco)

Mais Recentes da CNN