Pacientes internados por gripe superam os de Covid-19 na capital paulista

Em dezembro, 136 mil pessoas foram internadas com problemas respiratórios

Everton SouzaBianca Camargo, Giovanna BronzeEvelyne LorenzettiLetícia Britoda CNN

Ouvir notícia

O alerta sobre o aumento de casos de gripe na capital paulista está aceso. São Paulo viu, nas últimas semanas, um aumento das hospitalizações por síndrome respiratória aguda grave — causadas pelo vírus Influenza.

Na semana anterior a do Natal, entre 12 e 18 de dezembro, os casos de internação por gripe chegaram a apresentar cinco vezes os de Covid

Agora a cidade possui mais pacientes internados por gripe do que por coronavírus. 

Em novembro, foram 55 mil internações, de pessoas com internações por problemas respiratórios — excluindo a Covid-19. 

Em dezembro, a cidade viu o número saltar para 136 mil internações. 

Apesar disso, a prefeitura de São Paulo já está tomando medidas na tentativa de controlar as duas doenças. 

Há vários dias, a capital paulista já está fazendo o teste de Covid para distinguir os casos e distribuir as internações.

Além disso, as autoridades de saúde adquiriram 150 mil testes de Influenza A e B. Qualquer paciente com sintoma, a partir desta quinta-feira (30) poderá ser testado nas unidades básicas de saúde da capital. 

Para conter os casos graves, a prefeitura também disponibilizou a vacina contra a gripe para todas as faixas etárias, a partir dos seis meses de vida. 

À CNN Rádio, o epidemiologista Renato Kfouri, disse que nós não devemos esperar uma epidemia aparecer para a gente procurar a vacina. 

As doses que estão sendo aplicadas não concedem proteção contra a variante H3N2 da Influenza. 

Uma versão atualizada deve começar a ser produzida pelo Instituto Butantan em janeiro de 2020 e estará disponível em meados do ano que vem. 

 

Mais Recentes da CNN