Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Painel da Vacina: Brasil é 60º no ranking global e 4º no total de doses

    País aplicou 56,6 milhões de doses até esta sexta-feira (14)

    Profissional de saúde prepara dose da vacina contra Covid-19 em Suzano, São Paulo
    Profissional de saúde prepara dose da vacina contra Covid-19 em Suzano, São Paulo Foto: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo

    Julyanne Jucá e Vital Neto, da CNN, em São Paulo

    O Brasil caiu uma posição e é o 60º no ranking global de aplicação de doses da vacina contra Covid-19 nesta sexta-feira (14), na relação a cada 100 habitantes. Até a última quarta-feira, o país ocupava a 56º posição.

    Entre os países que compõem o G20, grupo das 20 maiores economias do mundo, o país segue em 9º. Segundo os dados atualizados pela Agência CNN, o Brasil aparece com 26,7 doses aplicadas a cada 100 habitantes.

    O Reino Unido segue na liderança da lista, com 80,72. Os Estados Unidos estão em segundo, com 79,71.

    O Canadá fica na terceira posição (46,13), seguido pela Alemanha (46,13), Itália (42,92) e França (40,64). A Arábia Saudita (32,16) está em 7º lugar, seguida pela Turquia, com 30,12 doses da vacina contra a Covid-19 aplicadas a cada 100 habitantes.

    Considerando os números absolutos da vacinação, a China continua com a liderança do ranking, com 366 milhões de doses já aplicadas. Os Estados Unidos ficam em segundo lugar, com 266 milhões de doses aplicadas.

    Na sequência, aparece a Índia, com 178 milhões de doses aplicadas e ainda enfrenta uma forte onda de contaminações e mortes por Covid-19 – ultrapassando marcas históricas nos últimos dias.

    Posição do Brasil nos rankings de cobertura vacinal em 14 de maio de 2021
    Posição do Brasil nos rankings de cobertura vacinal em 14 de maio de 2021
    Foto: Arte/CNN Brasil (14.mai.2021)

    O Brasil permanece em quarto lugar, com 56,6 milhões de doses aplicadas – mesma posição se considerarmos os países do G20. 

    O Reino Unido fica na 5ª posição, com 54,7 milhões de doses aplicadas. Os dados foram compilados pela Agência CNN com informações das secretarias estaduais de Saúde e do site Our World in Data, ligado à Universidade de Oxford, no Reino Unido.