Postos da cidade de São Paulo não têm AstraZeneca para segunda dose

Entrega de doses realizadas nesta semana não foram suficientes para abastecer os 528 postos de vacinação na capital paulista

Postos da cidade de São Paulo não registram mais estoque de AstraZeneca para segunda dose
Postos da cidade de São Paulo não registram mais estoque de AstraZeneca para segunda dose Myke Sena/MS

Douglas PortoMariana CatacciBeatriz Araújoda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

Nenhum posto de vacinação da cidade de São Paulo tem mais estoque de doses da AstraZeneca para a segunda dose nesta quinta-feira (16), segundo levantamento da CNN.

São 528 pontos de vacinação no total sem doses do imunizante. Outros cinco não possuem segunda dose da Coronavac e oito estão sem segunda dose da Pfizer.

No centro são 10 postos. Na zona leste 186 postos, onde mais quatro estão sem doses da Pfizer para intercambialidade vacinal.

Na zona norte são 91 postos, onde cinco estão sem Pfizer para intercambialidade e um sem Pfizer para segunda dose. Na zona oeste são 32 postos.

Na zona sul são 144 postos, onde quatro estão sem doses da Pfizer para intercambialidade, sete sem segunda dose de Pfizer e um sem segunda dose da Coronavac.

Ainda são 18 de drive-thru, 20 megapostos, um posto em parque e 26 postos volantes sem vacinas.

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), responsável pela produção do imunizante da AstraZeneca no Brasil, retomou as entregas na terça-feira (14), com 1,7 milhão de doses, e nesta quinta-feira com 2,1 milhão de doses para todo o país.

A quantidade é menor que o necessário para resolver problemas de escassez nas maiores cidades do país.

Segundo estimativa do secretário estadual de Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, o estado precisaria de 1 milhão de doses para suprir sua demanda.

Mais Recentes da CNN