Prefeitura do Rio interrompe festa com 2 mil pessoas

Capital fluminense é o epicentro da variante Delta

Lucas Janone, da CNN, no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

A cidade do Rio de Janeiro registrou pelo menos duas festas clandestinas na madrugada deste domingo (15) na zona sul. A informação foi confirmada à CNN pelos agentes da Prefeitura do Rio, que interromperam os eventos e multaram os responsáveis. 

Somente em uma das festas interditadas, foram flagradas mais de duas mil pessoas. A maioria do público consumia bebidas em pé e causava aglomeração, segundo os fiscais da Secretaria de Ordem Pública do Rio (Seop). Boates e pistas de dança estão proibidas na cidade do Rio até pelo menos o dia 23 de agosto.  

Horas depois, outro evento irregular também foi interrompido na Zona Sul do município. A Prefeitura do Rio de Janeiro informou que cerca de 600 pessoas participavam de uma festa em um restaurante localizado no Hipódromo da Gávea. Desde o início do ano, a Seop encerrou 157 eventos clandestinos na capital fluminense.  

Na última sexta-feira (13), o prefeito do Rio, Eduardo Paes, confirmou que a cidade é, atualmente, o epicentro da variante Delta no país. Ele destacou ainda que o número de internações aumentou em 10% na capital, após a presença da nova mutação. Todas as informações foram disponibilizadas durante a apresentação do 32º Boletim Epidemiológico do município.

Prefeitura do Rio interrompe festa com 2 mil pessoas
Prefeitura do Rio interrompe festa com 2 mil pessoas enquanto cidade vive epicentro da variante Delta
Foto: Divulgação/Prefeitura do Rio

Mais Recentes da CNN