Quase todas as novas mortes por Covid-19 são totalmente evitáveis, diz CDC

Governo dos EUA tenta convencer jovens adultos a se vacinarem usando redes sociais; objetivo é imunizar 70% dos adultos até 4 de julho

Vacina da Novavax é aplicada em voluntário em ensaio clínico nos EUA
Vacina da Novavax é aplicada em voluntário em ensaio clínico nos EUA Foto: Reuters

Madeline Holcombe, da CNN*

Ouvir notícia

 A perigosa variante Delta representa um risco para os Estados Unidos enquanto o país trabalha para se livrar da pandemia de Covid-19, mas especialistas dizem que o país tem as ferramentas necessárias para superar a ameaça – se o público tirar vantagem delas.

“As vacinas contra Covid-19 estão disponíveis para todos com 12 anos ou mais”, disse a Dra. Rochelle Walensky, diretora do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA, em uma reunião na Casa Branca na terça-feira (22).

“Elas são quase 100% eficazes contra doenças graves e morte – o que significa que quase todas as mortes causadas pela Covid-19 são particularmente trágicas, porque quase todas as mortes, especialmente entre adultos, causadas pela Covid-19 são, neste momento, totalmente evitáveis.”

Aqueles que ainda estão morrendo de Covid-19 nos Estados Unidos estão “esmagadoramente” não vacinados, disse o diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas, Dr. Anthony Fauci, à Jake Tapper da CNN.

Na noite de terça-feira, 65,5% da população adulta dos Estados Unidos recebeu pelo menos uma dose da vacina contra a Covid-19, de acordo com o CDC. Enquanto isso parece próximo da meta estabelecida pelo presidente Joe Biden de ter 70% dos adultos americanos pelo menos parcialmente vacinados até 4 de julho, os especialistas estão preocupados com o declínio das taxas de vacinação e a dificuldade em motivar aqueles que ainda hesitam em se vacinar.

“Este vírus é um oportunista”, disse Walensky. “Enquanto houver quem não seja vacinado, a Covid-19 continuará sendo uma ameaça.”

A variante Delta, que se acredita ser mais transmissível e perigosa, é a “maior ameaça” para o progresso dos Estados Unidos contra o vírus, disse Fauci na terça-feira durante briefing na Casa Branca.

Fauci disse acreditar que um alto retorno de surtos do vírus como em 2020 é improvável, mas as comunidades que continuarem resistindo à vacinação podem experimentar surtos localizados à medida que o verão continua.

“Boas notícias, nossas vacinas são eficazes contra a variante Delta … nós temos as ferramentas”, disse ele.

Usando o TikTok para alcançar jovens adultos

Os dois grupos que têm dificultado o fechamento da lacuna de vacinação são jovens e os estados com baixas taxas de vacinação, disse Fauci.

“É uma combinação de alguns estados e regiões que estão abaixo de onde precisamos que eles estejam”, disse Fauci à CNN. “Nesse contexto, são os mais jovens – especialmente de 18 a 26 anos – onde você realmente deseja que eles sejam vacinados”.

Menos da metade dos adultos no Alabama, Louisiana, Mississippi e Wyoming receberam pelo menos uma dose da vacina contra a Covid-19, de acordo com dados do CDC.

E mesmo em estados com alta vacinação, como Vermont, os jovens adultos são “um osso duro de roer”, disse o Comissário de Saúde de Vermont, Dr. Mark Levine, à CNN.

Até esta segunda-feira (21), 81,3% dos cidadãos elegíveis de Vermont haviam iniciado o processo de vacinação. Levine disse que sabe que, se conseguir que esse grupo demográfico mais jovem seja vacinado, os números do estado parecerão ainda melhores “porque há milhares de milhares deles e achamos que eles querem ser vacinados”.

Levine está confiante que a parte dessa faixa etária que vai à faculdade será vacinada, se é que ainda não o fez, porque a maioria das faculdades e universidades do estado exigiram ou exigirão a vacina. Ele ainda tem algumas preocupações sobre os jovens de 18 a 29 anos que estão na força de trabalho e não na faculdade.

“A maioria deles não é um grupo verdadeiramente resistente à vacina”, disse Levine. “Eles não têm uma visão fortemente polarizada. Eles estão principalmente na categoria em que isso não está no topo da lista agora.”

Levine disse que uma estratégia que pode funcionar é tornar as vacinas e informações tão acessíveis que os jovens tropecem nelas – e Fauci aceitou o desafio com um TikTok.

“Eu nunca teria imaginado em meus sonhos mais selvagens que estaria fazendo TikTok hoje com as pessoas”, disse Fauci à CNN, observando que informações incorretas sobre a vacina estão se espalhando nas redes sociais.

“Temos que ir lá e inovar na mídia – incluindo a mídia que está dando desinformação”, disse Fauci.

Uma nova data-alvo para vacinações

Funcionários e especialistas têm feito um esforço extra para aumentar as taxas de vacinação, visto que o país está a caminho de ficar aquém da meta de Biden de ter 70% dos adultos pelo menos parcialmente vacinados até 4 de julho.

“Fizemos um tremendo progresso em nossos esforços de vacinação até o momento, e o objetivo final tem sido faça a América voltar ao normal”, disse a secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, esta semana.

Fauci disse que a nova data em que as autoridades estabeleceram seu foco é em meados de julho.

“Se você olhar a taxa agora, provavelmente será nas primeiras semanas de julho”, disse Fauci. “Talvez na segunda ou terceira semana de julho.”

Fauci, o maior especialista em doenças infecciosas do país, disse que não acha “um grande problema” o país ficar um pouco aquém da meta de 4 de julho.

“Você estabelece uma meta. Se você a alcança, ótimo. Se não, você continua tentando alcançá-la e vai além dela”, disse ele.

*Lauren Mascarenhas da CNN, Virginia Langmaid, Kaitlan Collins e Jeremy Diamond contribuíram para esta reportagem.

Este texto é uma tradução; para ler o original em inglês, clique aqui

Mais Recentes da CNN