Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    4 regiões de Santa Catarina estão no mais alto risco de transmissão de Covid-19

    A vigilância epidemiológica confirmou dois casos de transmissão comunitária da variante Delta

    Gabrielle Ravasco, da CNN em Florianópolis

    O governo de Santa Catarina divulgou nesta sábado (7) um novo mapa de risco da Covid-19. Segundo o levantamento, quatro regiões do estado estão no mais alto grau de risco de contágio da doença. Além disso, a vigilância epidemiológica já confirmou dois casos de transmissão comunitária da variante Delta.

    Para se chegar a esta classificação, foram checados diversos fatores, como taxa de transmissibilidade, percentual de ocupação de leitos, números de casos ativos e a cobertura vacinal. Além das quatro regiões em nível “gravíssimo”, sete estão em nível “grave” e cinco são consideradas em nível “alto”.

    Um dos casos da variante Delta foi identificado na região norte, onde fica Joinville, maior cidade do estado. O paciente de 55 anos morreu vítima da doença. O local está com mais de 90% dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) ocupados. 

    No entanto, em relação à semana anterior, a média de ocupação de leitos de UTI em todo o estado de Santa Catarina baixou, e está em 56%.

    A pandemia está mais controlada na grande Florianópolis, que registra ocupação em 36%. A fim de melhorar ainda mais os índices locais, a prefeitura da cidade anunciou uma intensificação da campanha de vacinação contra a Covid-19 a partir desta semana.

    Hospital na capital de Santa Catarina, com leitos de UTI de Covid-19 ocupados
    Hospital Florianópolis, na capital de Santa Catarina.
    Foto: Eduardo Valente/Ishoot/Estadão Conteúod (1º.mar.2021)