Gorinchteyn e Queiroga dizem que divergência será resolvida por meio do diálogo

Na quarta-feira (4), o governador de São Paulo acusou o Ministério da Saúde de não enviar 228 mil vacinas ao estado

Natália André, da CNN, em Brasília

Ouvir notícia

Jean Gorinchteyn, secretário de Saúde de SP, e Marcelo Queiroga, ministro da Saúde, se reuniram em Brasília nesta sexta-feira (06) para resolver as divergências sobre a entrega de doses da vacina a São Paulo.

Em tom amistoso, Gorinchteyn e Queiroga deram uma entrevista coletiva e informaram que a divergência das doses acordadas para o estado de São Paulo será resolvida através de diálogo.

Embora o clima entre os dois estivesse ameno, não houve acordo. O ministro da Saúde segue afirmando que São Paulo deve doses ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) e o secretário de Saúde de SP continua dizendo que o estado precisa de mais imunizantes.

“O que aponta os dados é que o estado de São Paulo seja devedor ao PNI. Não de uma maneira culposa, ou qualquer outra questão, mas em relação à base de cálculo que estava sendo feita em função de entregas do Butantan ao estão de São Paulo”, explicou o chefe da pasta.

Já Gorynchtein afirmou que, depois da análise técnica da tripartite, se ficar provado que o estado está devendo doses, isso será corrigido. Mas o secretário comentou que o desconto dessa semana foi “abrupto” e surpreendeu o estado. Para ele, a correção precisa ser gradual para que não ocorra a interrupção da vacinação, como ocorreu com os adolescentes com comorbidades.

Mesmo sem a concordância, a Justiça não será procurada por ora. As conversas e as análises acontecerão dentro das reuniões da tripartite, portanto, entre Ministério da Saúde e secretários estaduais e municipais da Saúde.

Em um acordo feito através do Pacto Federativo, São Paulo teria direito a 22,6% das doses do Programa Nacional de Vacinação e, segundo o governador João Doria, 228 mil doses da Pfizer não teriam sido entregues. 

Marcelo Queiroga e Jean Gorinchteyn
Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e o secretário estadual de Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, fizeram reunião sobre vacinas
Foto: CNN Brasil (6.ago.2021)

Mais Recentes da CNN