Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Radiografia de tórax viraliza na internet; entenda os riscos da cisticercose

    Sintomas da doença dependem da localização, das características e do número de larvas que infectaram o indivíduo; entenda o quadro

    Radiografia de paciente com cisticercose disseminada
    Radiografia de paciente com cisticercose disseminada Reprodução/Twitter

    Lucas Rochada CNN

    em São Paulo

    Um exame de radiografia de tórax, que circula nas redes sociais nos últimos dias, impressiona.

    O raio-x foi publicado no Twitter pelo médico Vitor Borin de Souza, residente pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina Botucatu (HCFMB), da Universidade Estadual Paulista (Unesp).

    De acordo com o médico, o exame é de um paciente que apresentava tosse há dois meses. O diagnóstico é de cisticercose disseminada.

    O que é a cisticercose?

    A cisticercose é causada apenas por cistos da larva da Taenia solium nos tecidos. Cisto é uma forma que protege o parasita, com uma película ou cápsula, capaz de se reproduzir quando encontrar o ambiente adequado. Outra doença semelhante é a teníase, provocada pela presença da forma adulta da Taenia solium ou da Taenia saginata, no intestino delgado.

    Tanto a infecção por tênia quanto a cisticercose ocorrem globalmente. As taxas mais altas de infecção são encontradas em áreas da América Latina, Ásia e África que têm saneamento precário e porcos soltos que têm acesso a fezes humanas.

    A doença é adquirida quando uma pessoa engole ovos encontrados nas fezes de uma pessoa com tênia intestinal. Os ovos da tênia são transmitidos através de alimentos, água ou superfícies contaminadas com fezes. Os humanos engolem os ovos quando comem alimentos contaminados ou colocam os dedos contaminados na boca.

    As pessoas não contraem cisticercose comendo carne de porco mal cozida. Comer carne de porco mal cozida pode resultar em tênia intestinal se a carne contiver cistos larvais, segundo os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), dos Estados Unidos. Os porcos são infectados ao comer ovos de tênia nas fezes de um ser humano infectado com uma tênia.

    Na cisticercose, os cistos das larvas infectam cérebro, músculos ou outros tecidos e são uma das principais causas de convulsões em adultos na maioria dos países de baixa renda, de acordo com o CDC.

    Quais são os sinais e sintomas da cisticercose?

    As manifestações clínicas da cisticercose dependem da localização, das características e do número de larvas que infectaram o indivíduo, da fase de desenvolvimento dos cisticercos e da resposta imunológica do hospedeiro.

    Cistos nos músculos geralmente não causam sintomas. No entanto, podem aparecer caroços na pele. Embora raros, os cistos podem flutuar no olho e causar visão embaçada. Além disso, a infecção nos olhos pode causar inchaço ou descolamento da retina.

    As formas graves estão localizadas no sistema nervoso central e apresentam sintomas neuropsiquiátricos, como convulsões, distúrbio de comportamento e aumento da pressão no crânio. Nesses casos, a doença pode resultar em morte.

    Os sintomas podem ocorrer meses a anos após a infecção, geralmente quando os cistos começam a morrer. Quando os cistos morrem, o cérebro ou outro tecido ao redor do cisto pode inchar. A pressão do inchaço é o que geralmente causa os sintomas da infecção. Às vezes, os sintomas são causados pela pressão do cisto em um pequeno espaço, segundo o CDC.

    Diagnóstico e prevenção

    O diagnóstico pode exigir exames de sangue e de imagem. O diagnóstico da forma neurológica geralmente é feito por ressonância magnética ou tomografia computadorizada do cérebro. Embora exames de sangue ajudem no diagnóstico, nem sempre são precisos. Se a cirurgia for necessária para remover um cisto, o diagnóstico pode ser feito por médico patologista.

    As infecções são geralmente tratadas com medicamentos antiparasitários em combinação com medicamentos anti-inflamatórios. Às vezes, a cirurgia é necessária para tratar cistos em determinados locais, quando os pacientes não respondem ao tratamento medicamentoso ou para reduzir o inchaço cerebral.

    No entanto, nem todos os casos de cisticercose precisam de tratamento. O indivíduo pode não precisar de tratamento para matar o parasita, mas para melhorar os sintomas causados pela infecção, como medicamentos para reduzir o número de convulsões.

    A doença pode ser prevenida a partir de hábitos de higiene como lavar as mãos com água e sabão após usar o banheiro, trocar fraldas e antes de manusear alimentos. Outras medidas incluem a lavagem de vegetais crus e frutas antes de comer.

    Sobre a teníase

    A Teníase é uma parasitose intestinal que pode causar dores abdominais, náuseas, debilidade, perda de peso, flatulência, diarreia ou constipação.

    Os seres humanos contraem a infecção por tênia depois de comer carne de porco crua ou mal cozida contaminada com cistos de T. solium.

    Quando engolidos, os cistos passam pelo estômago e se ligam ao revestimento do intestino delgado. No intestino delgado, os cistos se desenvolvem em tênias adultas ao longo de cerca de dois meses, segundo o CDC.

    Entenda também como funciona o uso de contraste em exames de imagem