Rio contabiliza 92,6% da população acima de 60 anos vacinada contra Covid-19

Prefeitura iniciará nova etapa de imunização, com grupo de comorbidades e trabalhadores de serviços essenciais

Fila de vacinação no Rio de Janeiro, em 23/04/2021
Fila de vacinação no Rio de Janeiro, em 23/04/2021 Foto: CNN Brasil

Elis Barreto e Camille Couto, da CNN, no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

A cidade do Rio de Janeiro vacinou 92,6% dos cariocas acima de 60 anos, finalizando a imunização dessa parte do grupo prioritário. De acordo com o Painel Rio Covid-19, foram mais de 1,3 milhão de pessoas imunizadas com a primeira dose, e 419.286 cidadão com duas doses aplicadas. Ao todo, 20% de toda a população residente no município já tomou a primeira dose.

Durante a vacinação na manhã deste sábado (24), em uma unidade de saúde no bairro de Copacabana, o Secretário Municipal de Saúde, Daniel Soranz conversou com a CNN e destacou a importância de finalizar a vacinação do grupo de idosos. “Hoje é um dos dias mais importantes na cidade do rio de janeiro na vacinação contra covid-19. A gente finaliza o grupo das pessoas que tem mais de sessenta anos. A cidade do Rio é uma das primeiras capitais a finalizar o grupo de sessenta anos ou mais. Todos os idosos da cidade do Rio de Janeiro a partir de hoje podem procurar uma unidade de saúde se não se vacinaram ainda e a gente recomenda que quem tomou a primeira dose venha tomar a segunda dose nas unidades de saúde da prefeitura. Foram um milhão e cem mil idosos vacinados até o momento”, disse o Secretário.

 

Com o avanço da vacinação na capital, na segunda-feira (26), a prefeitura já inicia a vacinação de uma nova parte do grupo prioritário do Plano Nacional de Imunização (PNI): o de comorbidades e serviços essenciais. De acordo com a prefeitura, a partir do dia 26 estão aptos para vacinação pessoas com comorbidades – incluindo gestantes –, pessoas com deficiência permanente, trabalhadores da saúde, educação, serviços de limpeza urbana, guardas municipais, motoristas e cobradores de ônibus e de transporte escolas. Os agentes de segurança como policiais civis e militares, bombeiros e agentes penitenciários serão vacinados nos próprios locais de trabalho.

Seguindo o modelo já vigente, a Secretaria Municipal de Saúde inicia a vacinação do grupo prioritário com mulheres a partir de 59 anos. No dia seguinte, homens com 59 anos, e assim por diante. A previsão do calendário municipal é que até o dia 29 de maio, todas as pessoas com até 45 anos, que se encaixam no grupo prioritário, estejam vacinadas.

No Brasil, até o momento, já foram imunizadas 26,4 milhões de pessoas com a primeira dose, o que representa 34% do grupo prioritário, que somam 77,2 milhões de brasileiros.

Mais Recentes da CNN