RJ espera nova remessa de vacinas nesta madrugada para não voltar a interromper

Carregamento esperado é de pouco mais de 208 mil doses para o estado, o que abasteceria cidades temporariamente

Enfermeira mostra vacina contra a Covid-19 para mulher no Rio de Janeiro
Enfermeira mostra vacina contra a Covid-19 para mulher no Rio de Janeiro Foto: Mario Tama/Getty Images

Isabelle Resende e Pedro Duran, CNN, no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

A prefeitura do Rio de Janeiro conta com uma nova remessa de vacinas que pode chegar à 1h da manhã desta quarta-feira (4) para que o calendário de imunização por faixa etária não seja interrompido mais uma vez.

A CNN apurou que o depósito da Secretaria Estadual de Saúde, que fica em Niterói, recebeu um aviso de que um novo carregamento do imunizante chegaria nesta madrugada. Acontece que, até o fechamento dessa reportagem, a pauta de vacinas não havia chegado oficialmente ao departamento que cuida da logística de distribuição. Eles chamam de ‘pauta’ o documento que tem o quantitativo de doses, a marca e a destinação.

A Secretaria Municipal da cidade do Rio de Janeiro espera um carregamento total de 84 mil doses da Coronavacc e 124 mil doses da Pfizer. Deste montante, 40% ficaria com a capital fluminense. Se chegar, a vacina vai garantir que o calendário de imunização siga contemplando os nascidos no início da década de 1990 nesta semana.

O Rio começou na última segunda (2) a vacinar homens e mulheres de 32 anos. Nesta terça (3) foi a vez de pessoas com 31 anos. Na quarta (4), a vacinação para pessoas com 30 anos possivelmente já esgotaria os estoques do município, portanto confirmando a nova remessa, a cidade conseguirá vacinar pessoas de 29 anos na quinta (5), 28 na sexta (6) e 27 no sábado (7).

Em nota enviada à CNN, a Secretaria Municipal de Saúde afirmou que “recebeu no último sábado 230.294 doses de vacinas contra a Covid-19. Com este quantitativo, é possível manter o calendário de vacinação previsto até esta quarta-feira. A SMS-Rio espera o envio de nova remessa de vacinas pelo Ministério da Saúde para dar continuidade ao cronograma”.

Ou seja, na prática, o quantitativo é ainda menor do que o recebido no sábado, que durou por pouco mais de três dias. Portanto é possível que, mesmo que a vacina chegue, o calendário só possa ser garantido por menos de uma semana. Se a previsão de chegada à 1h da manhã desta quarta se confirmar

Mais Recentes da CNN