Rio: Secretaria de Saúde monitora 2 mil grávidas que tomaram vacina AstraZeneca

Na capital fluminense, um terço das gestantes tomou o imunizante de Oxford contra a Covid-19

Cleber Rodrigues, da CNN, no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

 

A prefeitura do Rio retomou nesta quarta-feira (12) a vacinação contra a Covid-19 em grávidas com comorbidades, após um dia de suspensão. De acordo com a secretaria de saúde, as gestantes serão imunizadas, prioritariamente, com as 100 mil doses da Pfizer que chegaram à capital esta semana.

Em entrevista à CNN, o secretário de saúde de saúde Daniel Soranz, afirmou que 6 mil grávidas já foram vacinadas na capital, um terço delas com a AstraZeneca. Soranz também afirmou que todas estão sendo monitoradas pelas equipes de saúde.

“As gestantes que tomaram a primeira dose da vacina AstraZeneca, nesse momento, não devem tomar a segunda dose. Está suspensa a aplicação até que se analise os riscos e benefícios de liberar essa segunda dose para gestantes”, afirmou o secretário, acrescentando que, por enquanto, nenhum outro caso de efeito adverso à vacina de Oxford foi registrado em grávidas na cidade.

A secretaria informou, ainda, que por orientação do Ministério da Saúde, serão aplicadas apenas as vacinas Pfizer e CoronaVac, de acordo com a disponibilidade. Para ser vacinada, é necessário que a gestante ou puérpera apresente um laudo médico detalhado justificando a recomendação e avaliação da relação risco-benefício para a vacinação, além da assinatura do termo de esclarecimento disponível no site coronavirus.rio/vacina.

No começo da semana, o Ministério da Saúde suspendeu o uso da vacina AstraZeneca em gestantes, depois que uma mulher grávida de 35 semanas desenvolveu trombose e morreu na última segunda-feira (10), no Rio. A gestante havia  recebido a primeira dose da vacina contra Covid-19 Oxford/AstraZeneca. Uma investigação está sendo conduzida pelos órgãos competentes para apurar se há relação do desenvolvimento da trombose com a vacina.

Profissional de saúde prepara dose da vacina da AstraZeneca contra Covid-19
Profissional de saúde prepara dose da vacina da AstraZeneca contra Covid-19
Foto: Kai Pfaffenbach/Reuters

Mais Recentes da CNN