Rita Lisauskas: Compra de vacina por estados pode prejudicar imunização nacional

No quadro Liberdade de Opinião, Rita Lisauskas repercutiu o projeto de lei anunciado pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG)

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

No quadro Liberdade de Opinião desta terça-feira (23), Rita Lisauskas comentou o projeto de lei anunciado pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), para que estados, municípios e iniciativa privada ganhem autonomia para a compra de vacinas contra a Covid-19.

“Acho tudo isso um grande erro. Quando estados e municípios entram nesse jogo de ir ao mercado comprar vacinas fica mais difícil negociar preços. Se o governo federal fizesse a obrigação dele e comprassse antecipadamente as doses de vacinas para imunizar o país todo, e depois distribuísse para os estados, o governo brasileiro conseguiria melhores preços e condições”, afirmou Rita.

“Agora, imagina que os 27 governadores saiam separados, para procurar e comprar vacinas. A gente tem a possibilidade de alguns governadores conseguirem doses, outros não, isso adiantaria em quê no combate à pandemia no Brasil?”, questionou a jornalista.

“A gente sabe que o vírus só deixa de circular se a maioria da população estiver vacinada. Então se tiver buracos de vacinação em alguns estados não adiantaria nada, além de estimular o turismo de vacina, ou seja, moradores de uma cidade ou estado viajarem a alguma localidade vizinha em busca da vacinação já que o seu governador não conseguiu doses suficientes – seria um verdadeiro caos.”

O Liberdade de Opinião tem a participação de Rita Lisauskas e Caio Coppolla. O quadro vai ao ar diariamente na CNN.

Rita Lisauskas no quadro Liberdade de Opinião
Rita Lisauskas no quadro Liberdade de Opinião
Foto: CNN Brasil (23.fev.2021)

As opiniões expressas nesta publicação não refletem, necessariamente, o posicionamento da CNN ou seus funcionários.

(Publicado por Leonardo Lellis)

Mais Recentes da CNN