RJ: dez pessoas têm Covid-19 após contato com infectados pela variante Delta

Amostras foram enviadas para sequenciamento genético para identificar por qual variante foram contaminados

Foto: Getty Images (Radoslav Zilinsky)

Thayana Araujo, Elis Barreto e Rayane Rocha,

da CNN, no Rio de Janeiro 

Ouvir notícia

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) do Rio de Janeiro confirmou que dez pessoas testaram positivo para o novo coronavírus após terem tido contato com outras duas infectadas pela variante Delta, residentes dos municípios de Seropédica e São João de Meriti, na Região Metropolitana. Até esta quinta-feira (08), o estado apenas monitorava oito pessoas que tiveram proximidades com os infectados. 

A SES confirmou que essas pessoas tiveram algum tipo de contato com o homem de 30 anos e com a mulher de 22 positivadas para a variante Delta. Elas já foram entrevistadas pelas vigilâncias de Saúde de Seropédica e de São João de Meriti, com apoio de agentes da vigilância estadual. 
  
De acordo com a SES, as amostras dessas dez pessoas serão enviadas para o sequenciamento genético, com a finalidade de identificar por qual variante foram contaminadas. Em nota, a pasta informou ainda que investiga as circunstâncias das infecções. “No momento, os dados levantados indicam que não são casos importados, mas é preciso aguardar a conclusão da investigação para se ter certeza de que foram transmissões autóctones, ou seja adquiridas dentro do estado”, diz trecho do posicionamento da SES.  

 O Ministério da Saúde informou à CNN que até esta quinta-feira (08), não existia nenhum caso de transmissão comunitária pela variante Delta confirmado no país. O ministério informou, no último posicionamento, que o Brasil já tinha 16 casos da nova variante identificados, sendo dois óbitos. No entanto, a secretaria de saúde do Paraná confirmou esta semana, a segunda morte pela variante no estado o que aumenta o número de casos e mortes. 

De acordo com a secretaria estadual de saúde do Paraná, a segunda morte foi de um homem, de 58 anos, no dia 14 de maio. Nos casos do Rio de Janeiro, as secretarias municipais de saúde já haviam informado que os dois pacientes não foram vacinados e não apresentam históricos recentes de viagem ao exterior. 

Antes deles, em maio, ocorreu o primeiro caso: um homem de 32 anos, de Campos dos Goytacazes, Norte Fluminense, testou positivo após voltar de uma viagem à Índia. Ele cumpriu isola

Mais Recentes da CNN