Saiba quais países já vacinam crianças contra a Covid-19

Anvisa autorizou nesta sexta-feira (11) a indicação da vacina da Pfizer para crianças com 12 anos de idade ou mais

Diferentes países deram início à imunização de crianças e adolescentes contra a Covid-19
Diferentes países deram início à imunização de crianças e adolescentes contra a Covid-19 Foto: Roberto Jimenez Mejias (Getty Images)

Lucas Rocha*, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta sexta-feira (11) a extensão do uso da vacina da Pfizer em crianças e adolescentes acima de 12 anos. Com isso, a bula do imunizante passará a indicar esta nova faixa etária para o Brasil. A vacina chamada Comirnaty também foi aprovada por outras agências internacionais e já começou a ser aplicada em mais de 15 países.

No dia 10 de maio, o FDA (Food and Drug Administration) dos Estados Unidos – órgão semelhante à Anvisa no Brasil, autorizou a ampliação do uso emergencial da vacina da Pfizer em crianças e adolescentes de 12 a 15 anos. A administração em pessoas acima de 16 anos já estava autorizada pelo FDA desde dezembro de 2020.

No dia 28 de maio, a Agência Europeia de Medicamentos (EMA) também aprovou a extensão da indicação da vacina da Pfizer para incluir o uso em crianças e adolescentes de 12 a 15 anos. O imunizante já estava aprovado para aplicação em maiores de 16 anos. Segundo a agência, os efeitos da vacina foram investigados em 2.260 crianças com idades entre 12 e 15 anos.

No último dia 8, a agência europeia anunciou que deu início às avaliações do uso da vacina da Moderna em jovens de 12 a 17 anos.

Veja quais países autorizaram a aplicação das vacinas contra a Covid-19 em crianças e adolescentes e quais já iniciaram o processo de imunização:

Estados Unidos

Os Estados Unidos começaram a vacinar adolescentes em meados de maio, depois que os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) aprovaram a vacina da Pfizer para crianças de 12 a 15 anos.

Canadá

No início de maio, o Canadá aprovou o uso da vacina da Pfizer para uso em crianças de 12 a 15 anos.

Chile

Na quinta-feira (10), o governo do Chile anunciou o início da vacinação de crianças e jovens entre 12 e 17 anos. A imunização com doses da Pfizer deve começar no dia 21 de junho.

França

A vacinação contra a Covid-19 na França foi ampliada para todos os adultos no dia 31 de maio. A partir do dia 15 de junho, será aberta a vacinação de adolescentes de 12 a 18 anos. Até o momento, quatro vacinas são autorizadas na França: Pfizer/BioNTech, Moderna, AstraZeneca e Janssen.

Alemanha

No dia 27 de maio, a Alemanha anunciou que crianças e adolescentes acima de 12 anos devem começar a ser vacinados em breve com o imunizante da Pfizer. Nesta quinta-feira (10), o Comitê Permanente de Vacinação da Alemanha, formado por pesquisadores do Instituto Robert Koch em Berlim, recomendou a imunização de crianças e adolescentes de 12 a 17 anos que tenham doenças pré-existentes, mas não emitiu uma orientação geral de vacinação para essa faixa etária.

Itália

No dia 31 de maio, a Agência Italiana de Medicamentos (AIFA) aprovou o uso da vacina da Pfizer em adolescentes de 12 a 15 anos. Segundo o ministério da saúde local, já foram vacinados mais de 4,6 milhões de jovens entre 12 e 19 anos no país.

Reino Unido

A Agência Reguladora de Medicamentos e Produtos de Saúde do Reino Unido aprovou o uso do imunizante da Pfizer em crianças de 12 a 15 anos no dia 4 de junho, após análise da segurança, qualidade e eficácia da vacina nesta faixa etária pela agência e pelo órgão consultivo independente do governo, a Comissão de Medicamentos Humanos (CHM). A vacina já é aprovada para uso em adultos e adolescentes acima de 16 anos no país.

Israel

Israel deu início à vacinação de adolescentes de 12 a 15 anos em junho, com o imunizante da Pfizer. O ministério da Saúde do país recomenda, em especial, a vacinação de jovens que pertencem a grupos de risco, com potencial de desenvolver doença grave pela Covid-19 e adolescentes que vivem com parentes nessas condições.

Espanha 

A ministra da Saúde da Espanha, Carolina Darias, afirmou em entrevista ao canal de televisão TVE que a vacinação de jovens entre 12 e 17 anos deve começar duas semanas antes do início do período escolar, que acontece em setembro no país.

China

A China autorizou o uso emergencial da Coronavac, produzida pelo laboratório Sinovac, em crianças acima de três anos a adolescentes de 17. Nenhuma data foi definida para o início da imunização desse público no país.

Japão

O Japão aprovou no final de maio a utilização da vacina da Pfizer em crianças de 12 a 15 anos. A imunização desse público depende do avanço do cronograma do país, que vacina profissionais de saúde e pessoas com 65 anos ou mais.

Cingapura

O governo de Cingapura anunciou na quinta-feira (10) que pessoas com idade entre 12 e 39 anos poderão se inscrever online para a receber a vacina contra a Covid-19 a partir desta sexta-feira (11). Após o registro, as pessoas serão convocadas para a vacinação por mensagem de texto no celular, de forma progressiva, de acordo com a idade. As únicas vacinas aprovadas pelo programa nacional de imunização de Cingapura são as da Pfizer e da Moderna.

Hong Kong

Em um comunicado divulgado no dia 3 de junho, o governo de Hong Kong anunciou que vai expandir o programa de vacinação com doses da Pfizer incluindo crianças a partir dos 12 anos.

Outros países

A Hungria começou a vacinar jovens de 16 a 18 anos em meados de maio, de acordo com a agência de notícias Xinhua. Dubai começou a oferecer a vacina da Pfizer para jovens de 12 a 15 anos, depois que os Emirados Árabes Unidos aprovaram a vacina para uso emergencial para a faixa etária em meados de maio.

Em San Marino, a vacinação permanece aberta para maiores de 12 anos. No país, estão autorizados os imunizantes da Pfizer, Janssen e Moderna, no entanto o governo não informa quais estão sendo aplicados em crianças e adolescentes. 

A Áustria pretende vacinar mais de 340 mil crianças de 12 a 15 anos até o final de agosto, de acordo com o site de notícias Vindobona. A Suíça aprovou no dia 4 a vacinação de crianças da mesma faixa de idade com a vacina da Pfizer, a previsão é que a imunização comece em julho.

A Estônia pode começar a vacinar adolescentes a partir de setembro, informou a emissora pública ERR, citando o chefe do conselho do governo para a Covid-19. Já o primeiro-ministro da Lituânia disse que o país poderia começar a vacinar maiores de 12 anos ainda em junho, informou o site de notícias Delfi.

As Filipinas autorizaram a vacina da Pfizer para uso emergencial em crianças de 12 a 15 anos no dia 26 de maio. A Noruega avaliar aplicar a vacina Pfizer para crianças com alto risco de desenvolvimento de doença grave pela Covid-19, segundo o jornal VG.

Vacinação de crianças não é prioritária

Para o diretor da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), Renato Kfouri, as crianças devem ser incluídas no cronograma de vacinação após a imunização dos adultos. “O fato de estar aprovada não quer dizer que a vacina vai ser utilizada. Os menores de 20 anos representam menos de 2,5% de hospitalizações por Covid-19 e 0,32% das mortes. Não tem sentido vacinarmos a primeira criança antes de vacinar o último adulto.”

De acordo com o pediatra, a imunização de crianças faz parte de um segundo objetivo da vacinação que é promover a redução da circulação da doença. “No momento, o objetivo principal é prevenir o desenvolvimento de formas graves da Covid-19. Quando tiver vacina suficiente para toda a população, o objetivo do programa passa a ser redução de circulação, quando serão incluídas as crianças.”

O especialista explica que os testes das vacinas contra a Covid-19 começaram a ser realizados em adolescentes e crianças posteriormente aos testes com os adultos pelo fato do novo coronavírus ter apresentado agravamento da doença principalmente em pessoas mais velhas e com comorbidades.

*Com informações da Reuters

 

Mais Recentes da CNN