SP registra maior número de pacientes internados por Covid-19 desde agosto

Internações correspondem a 61% de ocupação da capacidade hospitalar atual, de acordo com o boletim epidemiológico do estado

Giovanna Bronze e Julyanne Jucá, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

 

O estado de São Paulo atingiu a marca de maior número de pacientes internados por Covid-19 desde o mês de agosto de 2020. Segundo o boletim epidemiológico de segunda-feira (4), o governo estadual registrou 11.628 pessoas internadas – maior número desde o dia 22 daquele mês, quando registrou 11.650 pacientes em unidades hospitalares.

O dado também condiz com a maior quantidade de pessoas internadas em leitos de UTI. Nesta segunda, 5.126 pacientes com Covid-19 estavam internados. Já em 22 de agosto do ano passado, o número era de 5.134 pessoas.

Leia também:

São Paulo identifica dois casos da variante inglesa do coronavírus no Brasil

Variante da Covid-19 encontrada no Reino Unido já chegou a 35 países

Especificamente na capital paulista, 586 pessoas estão internadas em Unidades de Terapia Intensiva dedicadas ao tratamento da Covid-19, entre hospitais privados e leitos contratados pela Prefeitura da cidade. Com ventilação mecânica, o número é de 296. Essas internações correspondem a 61% de ocupação da capacidade hospitalar atual. 

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, com o objetivo de ampliar o atendimento da população, está prevista a contratação de leitos de UTI e de enfermaria em hospitais privados e a entrega do Hospital Brigadeiro – que está em obras – até o final deste mês de janeiro. No local, haverá 106 leitos dedicados ao tratamento de pacientes com o novo coronavírus.

Destaques do CNN Brasil Business:

Salários de até R$ 45 mil: Conheça as profissões mais promissoras para 2021

Preço da comida não deve subir tanto em 2021 — mas vai continuar alto

Onde está Jack Ma? Magnata fica em silêncio enquanto a China endurece regras

Atum é vendido por R$ 1,06 milhão em leilão de Ano-Novo em mercado de Tóquio

A Secretaria informou, por meio de nota, à CNN que, para a pasta, “o aumento de casos de internação em consequência da Covid-19 se deve principalmente ao relaxamento das medidas de isolamento social, que facilitam a propagação do vírus”.

De acordo com o posicionamento, “a expectativa é que, com novas medidas de isolamento, esses números crescentes da doença não se mantenham e sejam novamente reduzidos.”

Mais Recentes da CNN