Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Temos que recuperar a confiança do brasileiro nas vacinas, diz diretor da SBIm

    À CNN Rádio, Juarez Cunha afirmou que neste Dia Nacional da Vacinação, há “muito o que comemorar”, mas que há preocupações com as coberturas vacinais

    Vacinação Gripe
    Vacinação Gripe Morsa Images/GettyImages

    Amanda Garciada CNN

    O Dia Nacional da Imunização é comemorado neste 9 de junho.

    A data traz “muito o que comemorar”, mas também algumas preocupações, em especial com a queda das coberturas vacinais no Brasil.

    Esta é a avaliação do diretor da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) Juarez Cunha.

    À CNN Rádio, ele afirmou que a desconfiança das pessoas passa por uma série de fatores, como falta de vacinas em postos, horários de atendimento para imunização e a falta de percepção de risco.

    “Temos que recuperar a confiança que tínhamos a 30, 40 anos atrás, proveniente de confiança nas instituições, nos governantes e profissionais de saúde”, disse.

    O especialista defende que todos esses atores, durante a pandemia de Covid-19, foram alvo de politização em detrimento do que preconizava a ciência.

    “Ainda não conseguimos reverter, temos que recuperar esse valor, o brasileiro nunca perguntou de onde era a vacina, qual a tecnologia, e ainda assim era imunizado.”

    Para Juarez, é preciso informação, tanto para profissionais e para a sociedade; e comunicação, com divulgação e peças publicitárias.

    “Temos vacinas seguras, eficazes e gratuitas, temos que levar a nossa criançada para se vacinar, e todas as faixas etárias também”, completou.

    Ao mesmo tempo, ele reforça que “o valor das vacinas é impressionante, com erradicação de doenças, além da eliminação e controle de muitas outras.”

    “Temos um calendário maravilhoso, que protege em especial as crianças, que são as mais vulneráveis”, reforçou.

    *Com produção de Isabel Campos