Últimas da Covid-19: país tem 966 mortes; SP faz virada de 34 horas de vacinação

As notícias mais importantes sobre a pandemia desta sexta-feira (13)

Foto: Getty Images (Kanawa_Studio)

Lucas Rocha, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O Brasil registrou 966 mortes e 33.933 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas. Os dados são do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). A cidade de São Paulo realiza neste fim de semana um mutirão de vacinação contra a Covid-19. Serão 36 horas ininterruptas de imunização dos jovens entre 18 e 21 anos. A prefeitura estima que serão vacinados 600 mil moradores da capital paulista nos dois dias. Saiba mais.

Postos de vacinação em SP estão com escassez para segunda dose da AstraZeneca

De acordo com o site “De Olho Na Fila” lançado pela prefeitura de São Paulo, durante quase toda sexta-feira (13) 301 postos de vacinação dos 610 na capital paulista estavam sem o imunizante da AstraZeneca. A escassez é da segunda dose. Leia mais.

País registra 966 mortes e 33.933 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Nesta sexta-feira, foram registradas 966 mortes e 33.933 novos casos de Covid-19 no Brasil, segundo dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). Os números são referentes às últimas 24 horas. Leia mais.

Casos da variante Delta crescem 9 vezes em um mês no Brasil

Os casos da variante Delta cresceram 9 vezes no período de um mês no Brasil. No mês de junho, quando a variante foi registrada pela primeira vez no país, ela representava 2,3% dos casos que passavam pelo sequenciamento genômico. Leia mais.

Efetividade da 1ª dose reduz de 50% para 35% contra variante Delta, diz estudo

Cientistas do Reino Unido realizaram um amplo estudo que comparou a efetividade das vacinas contra a Covid-19 da Pfizer e da AstraZeneca diante das variantes Alfa, identificada pela primeira vez no país britânico, e Delta, originária da Índia. Os resultados do estudo foram publicados no periódico científico New England Journal of Medicine na quinta-feira (12). Leia mais.

Quinze capitais aplicam vacina contra Covid-19 em jovens de 22 anos ou menos

Quinze capitais brasileiras já estão aplicando a vacina contra a Covid-19 em pessoas de 22 anos ou menos, segundo levantamento feito pela CNN. Entre as cidades estão Macapá, São Luís, Manaus, Rio Branco, Belém, Fortaleza, Recife, Boa Vista, Porto Velho, Campo Grande, Natal, Maceió, Brasília, Porto Alegre e São Paulo. Leia mais.

Cidade de São Paulo vacina pessoas de 22 anos nesta sexta-feira (13)

A cidade de São Paulo inicia nesta sexta-feira (13) a vacinação contra a Covid-19 para pessoas com 22 anos. O público desta faixa etária é estimado em 150.727 pessoas. No sábado (14) a cidade inicia 34 horas de imunização ininterrupta para os jovens entre 18 e 21 anos de idade. Leia mais.

Documento do Governo do RJ afirma que capital é epicentro da Delta no Brasil

O governo do Rio de Janeiro afirma que a capital do estado é o “epicentro da variante Delta no país”. A informação está em um ofício interno da Superintendência de Regulação, no qual a superintendente Kitty Crawford admite que o fenômeno provocou aumento no número de solicitações diárias de internações por Covid-19. O número saltou de 106 em sete de agosto, para quase o dobro apenas três dias depois: 206. Leia mais.

Com avanço da Delta, Rio recua a respeito de liberação de público em estádios

Um dia depois de a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) ter anunciado protocolo para retomada de públicos nos estádios, com projeto-piloto para as partidas das quartas-de-final da Copa do Brasil, o Rio de Janeiro anunciou que não vai liberar a entrada de torcedores nos equipamentos esportivos. Leia mais.

Silvio Santos é internado com Covid-19

O apresentador Silvio Santos, de 90 anos, foi internado nesta sexta-feira (13) após ter sido diagnosticado com Covid-19. A informação foi confirmada pela sua filha Patrícia Abravanel. Ele está no hospital Albert Einstein, em São Paulo. Leia mais.

Fiocruz entrega mais 3 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 ao governo

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) entregou, nesta sexta-feira (13), mais 3 milhões de doses da vacina Oxford/Astrazeneca contra a Covid-19 ao Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde. Leia mais.

Em reação a governadores e prefeitos, Saúde diz que não há estoque de vacinas

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, diz que “não existe dose parada no centro de distribuição”, mas que a pasta trabalha pela segurança e pela qualidade das vacinas que chegam aos braços dos brasileiros, e isso pode gerar demoras. Cruz respondeu às novas reclamações de governadores sobre os supostos milhões de vacinas estocadas enquanto os estados necessitam acelerar a campanha. Leia mais.

Médica: Estudos apontam que grupo prioritário precisará de reforço de vacina

Em entrevista à CNN nesta sexta-feira, a infectologista da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), Raquel Stucchi, afirmou que o debate por dose de reforço é necessário. “Principalmente das pessoas que fizeram parte do grupo prioritário, que foram as pessoas como Tarcísio e Glória [Menezes] e que já têm seis meses da vacinação”, disse ela. Leia mais.

SP libera ‘xepa’ para 2ª dose da vacina; veja regras e datas

A partir da próxima segunda-feira (16) a cidade de São Paulo usará as doses remanescentes para quem quiser tomar a segunda dose e completar o esquema vacinal contra a Covid-19. Quem tomou a primeira dose das vacinas da Pfizer, AstraZeneca ou Coronavac poderá se inscrever em uma das 468 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do município para antecipar a aplicação da segunda dose. Leia mais.

EUA autorizam terceira dose de vacina para imunossuprimidos

A agência Food and Drug Administration (FDA) dos Estados Unidos autorizou uma dose adicional da vacina contra Covid-19 para pessoas imunocomprometidas na quinta-feira (12). O FDA alterou a autorização de uso de emergência para as vacinas Pfizer e Moderna para permitir uma dose de reforço para pessoas com sistema imunológico comprometido. Leia mais.

Com alta de casos e variante Delta, Israel amplia aplicação de 3ª dose

Israel reduziu nesta sexta-feira (13) de 60 para 50 anos a idade mínima para cidadãos receberem doses de reforço de vacinas contra Covid-19. Os imunizantes também serão oferecidos a profissionais de saúde, com o objetivo de conter uma disparada de infecções pela variante Delta do coronavírus. Leia mais.

China fecha parcialmente 3º maior porto do mundo após apenas um caso de Covid-19

A China fechou um terminal importante do porto de Ningbo-Zhoushan e colocou cerca de dois mil trabalhadores em quarentena ao detectar apenas um caso de Covid-19 entre os funcionários do local. Leia mais.

Mais Recentes da CNN