Vacinado com Coronavac pode ir à União Europeia, diz vice-diretora geral da OMS

'Todas as vacinas que forem aprovadas pela OMS vão ser autorizadas a entrar pelo menos no espaço da União Europeia', afirmou Mariângela Simão

Produzido por Layane Serrano, da CNN São Paulo

Ouvir notícia

Os brasileiros que forem imunizados contra a Covid-19 com a Coronavac poderão ir à Europa, afirmou a vice-diretora geral da área de Medicamentos, Vacinas e Produtos Farmacêuticos da organização, Mariângela Simão. A Organização Mundial da Saúde (OMS) aprovou a vacina para uso emergencial e, com isso, o imunizante pode ser comprado e incorporado ao consórcio Covax Facility, para distribuição em escala global.

“Todas as vacinas que forem aprovadas para uso emergencial pela Organização Mundial da Saúde vão ser autorizadas a entrar pelo menos no espaço da União Europeia. Essa é a única região que já estabeleceu quais vão ser as suas regras”, disse ela em entrevista à CNN nesta quarta-feira (2).

Mariângela ainda explicou o que significa um imunizante ter aprovação emergencial pela OMS.

“O mundo todo agora, quando está autorizando a entrada de vacinas, está autorizando como uso emergencial. Isso quer dizer, na prática, que essa vacina não está com uma licença completa, ou seja, que precisa de mais dados e um acompanhamento. Vai chegar o momento em que vai se ter dados suficientes para fazer um licenciamento completo”, afirmou a especialista.

Mas ela lembrou que ainda assim o imunizante é seguro. “A vacina que foi autorizada emergencialmente é segura e eficaz para as faixas etárias que ela está sendo indicada. Isso é importante [saber] para que as pessoas não fiquem inseguras porque é uma autorização emergencial. É só uma questão de tempo para fazer o licenciamento completo.”

 

Mais Recentes da CNN