Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Venda ilegal de Cetamina aumenta nos EUA, segundo pesquisa

    Opioide é comumente usado no tratamento de dor crônica e depressão; publicação no Jama Psychiatry aponta que policiais apreenderam mais de 680 kg da droga neste ano, 12 vezes mais em relação a 2017

    Um suprimento crescente de cetamina ilícita está chegando aos Estados Unidos, sugere uma nova pesquisa, alimentando preocupações sobre o aumento do uso não médico.
    Um suprimento crescente de cetamina ilícita está chegando aos Estados Unidos, sugere uma nova pesquisa, alimentando preocupações sobre o aumento do uso não médico. Mani Albrecht/Escritório de Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA

    Deidre McPhillipsda CNN

    Um suprimento crescente de cetamina ilícita está chegando aos Estados Unidos, conforme sugere uma nova pesquisa, alimentando preocupações sobre o aumento do uso não médico do opioide.

    De acordo com a nova pesquisa publicada na terça-feira (23) no Jama Psychiatry, as agências policiais apreenderam mais de 680 kg de cetamina em 2022 – cerca de 12 vezes mais do que em 2017.

    A cetamina de grau médico geralmente está na forma líquida e é administrada por via intravenosa. Mas a maior parte da cetamina obtida ilegalmente estava na forma de pó, disse Joseph Palamar, professor associado e pesquisador da Universidade de Nova York e coautor da nova pesquisa.

    Isso coloca o fornecimento ilícito de cetamina em um risco maior de contaminação com outras drogas, como o fentanil, o opioide sintético altamente potente que está envolvido na maioria das mortes por overdose, dizem os especialistas.

    “Em qualquer ponto do percurso, em qualquer ponto, alguém pode adulterar o pó – seja a pessoa que estava prestes a vendê-lo na boate ou na festa, seja o fabricante”, disse Palamar.

    “Sabemos que isso vem acontecendo com a heroína há anos, mas quando está aparecendo nos estimulantes, a história é outra. Isso pode levar facilmente a uma overdose.”

    A cetamina é considerada um anestésico dissociativo, que pode criar uma sensação de calma e ter alguns efeitos alucinógenos. É aprovada para sedação em ambientes médicos, mas tornou-se mais comumente prescrita off-label para tratamento de dor crônica e depressão.

    Em 2019, a Food and Drug Administration (FDA) dos EUA, órgão semelhante à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no Brasil, aprovou um spray nasal que usa uma versão intimamente relacionada do medicamento para depressão resistente ao tratamento.

    À medida que outros usos médicos para a droga são explorados, alguns especialistas levantaram preocupações sobre o potencial abuso ou dependência que pode advir do uso indevido.

    Também tem sido usada como uma droga recreativa para festas, e outras pesquisas descobriram que isso também aumentou nos últimos anos.

    Além do risco de contaminação com outras drogas potentes, o uso de cetamina sem supervisão médica pode levar a resultados adversos, dizem os especialistas.

    “A cetamina é possivelmente o maior avanço na área da psiquiatria nos últimos cinquenta anos, mas não é isento de riscos”, disse Gerard Sanacora, professor de psiquiatria na Escola de Medicina de Yale.

    “Sempre foi um equilíbrio. A realidade é que é um tratamento incrível para muitas pessoas, mas também sabemos que é uma droga que as pessoas abusam. E se não houver um controle rígido sobre isso, você pode garantir que ele vai acabar no uso de drogas ilícitas.”

    O aumento do uso off-label de cetamina – por meio de clínicas não regulamentadas e práticas mais fáceis de prescrição de telemedicina durante a pandemia de Covid-19 – e o link para um aumento na demanda por um suprimento ilícito de cetamina ainda não está exatamente claro, dizem os especialistas. Mas é uma área importante para investigar.

    “A cetamina é um tratamento muito importante para pessoas que sofrem de transtorno depressivo maior e depressão resistente ao tratamento, mas quando o FDA concedeu essa aprovação, eles o fizeram com orientações muito rígidas sobre como isso deveria ser usado”, disse Sanacora.

    “Está ganhando mais atenção e as pessoas estão ouvindo sobre ser um tratamento positivo, mas parece que muito dessa cetamina ilícita não está vindo por meio das rotas padrão do sistema de entrega farmacêutica, e isso levanta preocupações”.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original