Facebook vai banir propagandas contra vacinação


Henrique Andrade, da CNN, em São Paulo
13 de outubro de 2020 às 15:53
Figuras humanas com logotipo do Facebook ao fundo
Foto: Dado Ruvic - 12.abr.2020/Reuters

O Facebook anunciou nesta terça-feira (13) que vai banir qualquer propaganda que busque desencorajar a vacinação.

A rede social afirma que o objetivo é ajudar que mensagens sobre segurança e eficácia de vacinas alcancem um grupo amplo de pessoas, ao mesmo tempo em que proíbe informações falsas que atrapalhem esforços de saúde pública.

"A pandemia de Covid-19 destacou a importância de comportamentos preventivos de saúde", escreveu o Facebook. "Continuaremos apoiando os esforços de vacinação para ajudar os usuários a se manterem saudáveis e seguros", declarou.

Assista e leia também:

Facebook irá banir posts que neguem o Holocausto

Facebook remove publicação de Trump que diz que gripe é mais letal que Covid-19

Em cooperação com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e com o Centro para Controle de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, a plataforma já proíbe propagandas com notícias falsas sobre imunizações.

O Facebook informa que as novas regras devem começar a valer nos próximos dias. Campanhas contra a ou a favor, leis ou políticas públicas relacionadas à vacinas, incluindo a de Covid-19, ainda serão permitidas.

"Nós regularmente melhoramos nossa abordagem em torno de anúncios que são sobre questões sociais para ampliar debates e discussões sobre tópicos delicados", garante a rede social.

Para melhorar as taxas de vacinação em todo o mundo, a plataforma vai trabalhar com organizações de saúde, como a OMS, para divulgar campanhas de vacinação