Nave chinesa tripulada Shenzhou-12 acopla em nova estação espacial

Os astronautas Nie Haisheng, Liu Boming e Tang Hongbo viverão três meses no espaço, instalando e testando o módulo da primeira estação espacial chinesa

Joyce Zhou, da Reuters
17 de junho de 2021 às 10:13 | Atualizado 17 de junho de 2021 às 10:30

A televisão estatal chinesa CCTV anunciou que a nave espacial tripulada Shenzhou-12 do país atracou no módulo da estação espacial Tianhe na quinta-feira (17).

A espaçonave, lançada na manhã de quinta-feira, atracou no módulo central da estação espacial por volta das 15h54 no horário local, 6,5 horas após a decolagem no Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan, no noroeste da China.

Os astronautas Nie Haisheng, Liu Boming e Tang Hongbo entrarão na estação espacial em breve. Eles viverão a bordo pelos próximos três meses, testando os vários sistemas e deixando o módulo totalmente instalado e funcionando.

Shenzhou-12 é a terceira de 11 missões – quatro das quais serão tripuladas – necessárias para completar a primeira estação espacial completa da China. A construção começou em abril com o lançamento do Tianhe, o primeiro e maior de três módulos.

Construir a própria estação espacial foi a forma que a potência econômica encontrou de conduzir expedições para além da Terra, pois a China não tem acesso à Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês), que abriga astronautas dos Estados Unidos, Europa e outros.

A última vez em que a China enviou astronautas para o espaço foi em 2016. Com a nova missão, a quantidade de tripulantes enviados pela China aumenta para 14 desde a sua primeira empreitada, em 2003.