Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    5G deve exigir de operadoras planos de celular mais robustos, diz especialista

    De acordo com dados da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), 70 modelos oferecem suporte para o 5G

    Artur Nicocelido CNN Brasil BusinessThiago Félixda CNN em São Paulo

    O especialista em tecnologia e segurança digital Arthur Igreja afirmou, em entrevista à CNN, que o 5G deve exigir de operadoras planos de celular mais robustos.

    A nova rede deve ter menos latência e ser 100 vezes mais rápida que o 4G. Dessa forma, o consumo dos planos será na mesma intensidade, ou seja, “[se continuarem igual a hoje], vão acabar quase que instantaneamente”.

    Além dos planos, Igreja destacou também que será preciso a troca de aparelhos, já que a “tendência é que o 5G se torne padrão”. Até o momento, de acordo com dados da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), 70 modelos oferecem suporte para o 5G.

    Por ora, apenas os produtos homologados pela Anatel podem utilizar o 5G.

    Uso do 5G

    A faixa de 3,5 GHz, conhecida como o 5G “puro”, ficará disponível a partir desta sexta-feira (29) nas regiões de Belo Horizonte, João Pessoa e Porto Alegre.

    Brasília foi a primeira cidade brasileira a receber a tecnologia “full 5G”, em 6 de julho de 2022.

    No início de julho, os Ministérios das Comunicações e a Anatel anunciaram que a cidade de São Paulo também receberia a frequência junto às outras capitais.

    Porém, Igreja afirmou que, apesar dessas regiões já terem confirmado a implementação pela Anatel, não é a cidade inteira que terá a tecnologia disponível. Assim, “deve ser normal se conectar ao 5G, ter uma velocidade espantosa, e, depois, se conectar novamente ao 4G, caso a pessoa ande alguns metros”.

    Distribuição

    A distribuição do 5G depende das operadoras. Dessa forma, mesmo que uma pessoa tenha o aparelho apto, pode ser que não consiga se conectar à faixa.

    Segundo a Anatel, “cada prestadora possui sua estratégia de implantação e expansão da rede. Sendo assim, é natural que, nesse momento inicial, nem todas as operadoras atendam todos os bairros e regiões”.

    A agência recomenda que as pessoas também entrem em contato com as operadoras para saberem se um determinado local terá a rede disponível.