81% reagem negativamente à demissão de Moro nas redes sociais, diz levantamento

Levantamento exclusivo feito pela CNN revela que demissão de Sergio Moro do governo Bolsonaro atingiu 94 milhões de usuários na internet

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia
 

A informação de que o agora ex-ministro Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública) deixou o governo Bolsonaro — ou estava prestes a deixá-lo — atingiu cerca de 94 milhões de usuários das redes sociais nas últimas 24 horas. É o que mostra levantamento exclusivo feito pela CNN com base em dados do Twitter, Facebook, Instagram e LinkedIn.

Até o início da tarde de hoje (24), a imprensa havia publicado 3.505 reportagens digitais sobre o assunto, colaborando para o alcance expressivo do tema. No Twitter, o assunto “Moro” ficou nos trending topics mundiais da plataforma, atingindo 1 milhão de tweets nesta manhã, quando ex-ministro anunciou seu pedido de demissão da pasta.

O tweet mais compartilhado foi feito pelo blogueiro Allan dos Santos, apoiador de Bolsonaro. “O @SF_Moro deixa o MdaJ, saiu atirando e entregando a cabeça do presidente @jairbolsonaro ao @RodrigoMaia (que estava prestes a ser enterrado politicamente). O MdaJ afirmou com todas as letras que o presidente fez pior que Dilma e Temer. Agora resta saber o que é ou não verdade”, escreveu. A mensagem foi compartilhada mais de 2 mil vezes.

Leia e assista também

Sergio Moro pede demissão e acusa Bolsonaro de interferência na PF

‘Presidente não me quer no cargo’: as principais frases da demissão de Moro

Moro desmente Diário Oficial e diz que Valeixo não pediu demissão

A ampla maioria das menções relacionadas ao governo Bolsonaro sobre a saída de Moro foi negativa (81%), enquanto 13% foram comentários considerados neutros e 6%, positivos.

As menções com teor favorável ao governo Bolsonaro vieram de internautas que elogiaram o trabalho realizado por Sergio Moro até então, sem demonstrar nenhuma insatisfação com a sua saída. As menções neutras foram de usuários que compartilharam a informação de que Sergio Moro estaria em entrevista ao vivo ou que compartilhou a notícia de que ele deixou o governo Bolsonaro.

Já entre as críticas, a maioria (60%) foi de usuários neutros e da rede do campo da direita, que afirmaram que a saída do ministro seria um grande baque para o governo. O restante (40%) especulava que Sergio Moro saberia de supostas milícias do governo e da família Bolsonaro, sendo cúmplice por todo este tempo. Estes usuários ainda apontaram que Sergio Moro deu a entender que a Polícia Federal teria autonomia nos governos do PT.

Mais Recentes da CNN