Ainda há longo caminho para dizer se houve vida em Marte, diz astrônomo

Imagens do robô Perseverance mostraram que existiu um lago na chamada Cratera Jezero

Da CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

Em entrevista à CNN, o astrônomo da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Thiago Gonçalves afirmou que ainda há um longo caminho para dizer se houve vida em Marte. A fala do especialista vem depois do robô Perseverance trazer a confirmação da existência de um lago no planeta.

“Definitivamente é um ambiente muito interessante para começarmos a tentar procurar sinais”, disse Gonçalves.

“A busca por vida é um grande interesse dos astrônomos e da população como um todo e a água é o melhor ambiente para procurarmos esse sinal de vida.”

As imagens do Perseverance mostraram não apenas que o lago existiu na chamada Cratera Jezero, mas que o mesmo também era alimentado por um rio. De acordo com o astrônomo, o equipamento revelou que houve diferentes momentos na história do lago, que foram de enchentes a cenários mais “tranquilos”, como ele definiu.

Apesar disso, Gonçalves afirmou que “Marte é um ambiente bastante inóspito” atualmente. Segundo o estudo promovido pelo robô, a existência do lago remonta há bilhões de anos.

“De qualquer forma, é interessante pensar na origem de como os planetas podem ter acumulado essa água”, disse o astrônomo.

(Publicado por Marina Motomura)

Mais Recentes da CNN