Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ameaçado de extinção, filhote do rinoceronte de Sumatra nasce na Indonésia

    Segundo o Ministério do Meio Ambiente, nascimento do animal é uma boa notícia em meio aos esforços do governo e parceiros indonésios para aumentar a população de rinocerontes na região

    Um filhote de rinoceronte de Sumatra nascido no Parque Nacional Way Kambas, em Sumatra, Indonésia, em 28 de março.
    Um filhote de rinoceronte de Sumatra nascido no Parque Nacional Way Kambas, em Sumatra, Indonésia, em 28 de março. Bird Humas Klhk/Ministério do Meio Ambiente da Indonesia

    Helen Reganda CNN*

    Ouvir notícia

    Um rinoceronte de Sumatra extremamente raro nasceu em cativeiro em um santuário na Indonésia, segundo o governo, um triunfo para os esforços de conservação para salvar o animal criticamente ameaçado da extinção.

    A fêmea de rinoceronte nasceu no Santuário de Rinocerontes de Sumatra, no Parque Nacional Way Kambas, na província de Lampung, em Sumatra, em 24 de março, de acordo com o Ministério do Meio Ambiente da Indonésia.

    “O nascimento do rinoceronte de Sumatra é uma boa notícia em meio aos esforços do governo e parceiros indonésios para aumentar a população de rinocerontes de Sumatra”, disse Wiratno, diretor-geral de conservação do Ministério do Meio Ambiente, em comunicado.

    Os rinocerontes de Sumatra, a menor espécie de rinoceronte do mundo, floresceram no sudeste da Ásia, mas agora são encontrados apenas em pequenos bolsões na ilha de Sumatra, no norte da Indonésia, e Bornéu indonésio.

     

    Restam menos de 80 rinocerontes de Sumatra, de acordo com a International Rhino Foundation (IRF).

    Em 2019, o último rinoceronte de Sumatra da Malásia morreu no Santuário de Rinocerontes de Bornéu. O animal foi declarado extinto na Malásia em 2015, mas a morte da fêmea, chamada Iman, significou que a espécie foi completamente exterminada por lá.

    O nascimento do filhote na Indonésia na semana passada eleva para oito o número de rinocerontes de Sumatra no santuário.

    A gravidez não foi um processo fácil. A mãe, uma rinoceronte chamada Rosa, havia perdido oito gestações anteriores. E o pai, Andatu, foi o primeiro rinoceronte nascido em cativeiro na Indonésia, disse a IRF.

    O programa de reprodução em cativeiro no Santuário de Rinocerontes de Sumatra, que a IRF ajudou a construir, é o único lugar no país “para o rinoceronte de Sumatra se reproduzir naturalmente com o apoio da tecnologia e colaboração de especialistas”, disse Wiratno.

    O programa visa manter a sobrevivência do rinoceronte de Sumatra aumentando o número de rinocerontes para que um dia eles possam ser reintroduzidos na natureza.

    “A gravidez de Rosa representa uma nova esperança para esta espécie criticamente ameaçada”, disse Nina Fascione, diretora executiva da IRF, em comunicado. “Esta é uma ocasião importante para uma espécie criticamente ameaçada. Compartilhamos a emoção deste nascimento com o mundo!”

    Vários fatores contribuíram para o declínio da população do rinoceronte. Inicialmente, foi causado pela caça furtiva de seus chifres, que eram cobiçados como ingredientes da medicina tradicional asiática. Mais tarde, foi exacerbado por habitats fragmentados e invasão humana no meio ambiente, que impedem os rinocerontes de se reunirem e se reproduzirem.

    Sem intervenção, o IRF disse que o rinoceronte de Sumatra será extinto em questão de décadas.

    Especialistas internacionais em rinocerontes e o governo indonésio decidiram realocar os animais para um programa de reprodução em cativeiro era a única maneira de salvar a espécie.

    O filhote de rinoceronte de Sumatra segue o nascimento de cinco rinocerontes de Java — também criticamente ameaçados — no Parque Nacional Ujung Kulon em 2021.

    Existem agora apenas cinco espécies de rinocerontes restantes em todo o mundo, e todas estão ameaçadas. Algumas subespécies já desapareceram; o rinoceronte negro ocidental, nativo da África ocidental, foi declarado extinto em 2013 devido à caça furtiva. E o último rinoceronte branco do norte macho morreu em 2020.

     

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original

    Mais Recentes da CNN