Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Análise: Luzes fantasmagóricas pintam um novo retrato da Via Láctea

    Capacidade sem precedentes do Telescópio Espacial James Webb continuam a permitir descobertas surpreendentes sobre o universo

    Ashley Stricklandda CNN

    O universo está cheio de mistérios infinitos, e os cientistas estão lidando com eles, um quebra-cabeça celestial de cada vez.

    Uma infinidade de experimentos estava a bordo do voo inaugural da Virgin Galactic, na quinta-feira (29). Um avião espacial levou os primeiros clientes pagantes da empresa em uma missão focada em pesquisa.

    Durante seu breve período em gravidade zero, a missão monitorou como os batimentos cardíacos dos passageiros se comportavam durante a aceleração e mediu a radiação cósmica na atmosfera superior da Terra.

    Enquanto isso, as capacidades sem precedentes do Telescópio Espacial James Webb continuam a permitir descobertas surpreendentes, incluindo a detecção de uma molécula crucial no espaço pela primeira vez.

    A Agência Espacial Europeia pretende lançar a missão Euclides neste fim de semana, com o objetivo de desvendar um dos maiores quebra-cabeças cósmicos de nosso tempo – a crescente expansão do universo – e as forças enigmáticas por trás dela.

    E isso não é tudo. Nesta semana, cientistas compartilharam vislumbres de aspectos invisíveis do universo que podem alterar nossa compreensão do cosmos.

    Em todo o universo

    Não faltam imagens cintilantes da Via Láctea – mas nunca a vimos dessa perspectiva.

    Os astrônomos usaram um detectorno gelo espesso da Antártida para rastrear “partículas fantasmas” que criaram um novo retrato da Via Láctea.

    Essas partículas fantasmas, chamadas de neutrinos, podem passar por qualquer tipo de matéria sem se alterar. Ao traçar suas origens pela galáxia, os cientistas foram capazes de ver nossa vizinhança celestial de uma nova maneira, que poderia revelar as respostas para os maiores mistérios cósmicos.

    Outra equipe de cientistas detectou novas ondas gravitacionais que ressoam pelo universo e “zumbim” em um coro celestial, como o ruído de fundo do universo.

    Muito tempo atrás

    Pensar nas antigas sociedades de caçadores-coletores pode trazer à mente uma certa imagem de homens voltando da caça enquanto. Mas uma nova pesquisa vira esses estereótipos de gênero de cabeça para baixo.

    Evidências arqueológicas mostram que as mulheres – jovens e velhas – caçavam grandes animais com arcos e flechas, facas e redes. Às vezes, os caçadores trabalhavam sozinhos ou ao lado de crianças e cachorros, e essas mulheres até compartilharam seus conhecimentos e estratégias com outras pessoas.

    A pesquisa começou na Cordilheira dos Andes, depois que cientistas desenterraram um conjunto de restos mortais de 9 mil anos enterrados com uma série de armas de caça e assumiram que o esqueleto era masculino. A análise de DNA contou uma história diferente.

    Criaturas fantásticas

    À primeira vista, você pode pensar que entrou no mítico “Octopus’s Garden”, dos Beatles.

    Os cientistas ficaram surpresos ao descobrir um berçário ativo de polvos em uma montanha subaquática a quase 3.218 metros de profundidade, na costa do Pacífico da Costa Rica.

    A equipe de pesquisa acredita que a área pode ser apenas o terceiro exemplo conhecido de um local de incubação onde um grande número de criaturas se agrupa.

    O raro avistamento na zona crepuscular do oceano foi feito por uma embarcação subaquática durante uma expedição do navio de pesquisa Falkor, do Schmidt Ocean Institute.

    Os pesquisadores capturaram imagens de centenas de polvos chocando bebês, bem como outras formas de vida nas profundezas do oceano.

    Mais e mais mosquitos

    O verão está aqui – e os mosquitos também. À medida que o mundo esquenta devido à crise climática, os insetos estão prosperando e até aparecendo em novos lugares.

    O aumento das temperaturas permite que os mosquitos cresçam mais rápido, vivam mais e até se tornem mais infecciosos.

    Os cientistas ainda estão tentando entender os fatores específicos que podem atrair mosquitos para certas pessoas, mas os especialistas concordam com algumas dicas comprovadas para evitar picadas de mosquito, como usar repelente de insetos e despejar a água parada do seu quintal.

    Outros mundos

    Cerca de 520 anos-luz além do nosso sistema solar, os astrônomos encontraram um planeta que não deveria existir. O exoplaneta, chamado Halla, pode ter sobrevivido a uma explosão violenta da estrela gigante que orbita, chamada Baekdu.

    À medida que as estrelas envelhecem, elas queimam diferentes elementos em seu núcleo e aumentam de tamanho, o que geralmente é uma má notícia para qualquer mundo próximo o suficiente para ser engolfado pela transição. É um destino que a Terra provavelmente experimentará em 5 bilhões de anos.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original

    Mais Recentes da CNN

    Mais Recentes da CNN