Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Anéis de Saturno se formaram há 100 milhões de anos, diz estudo

    Na Terra, esse período foi durante a era dos dinossauros

    Oscilações que ocorrem no interior de Saturno fazem com que o planeta se mova, o que cria ondulações no impressionante sistema de anéis
    Oscilações que ocorrem no interior de Saturno fazem com que o planeta se mova, o que cria ondulações no impressionante sistema de anéis NASA, ESA, and A. Simon (NASA/GS

    Will Dunhamda Reuters

    Os anéis de Saturno são uma das vistas magníficas do nosso Sistema Solar, mas podem ser uma adição relativamente recente, de acordo com dados obtidos da sonda Cassini da Nasa antes da morte do explorador robótico em 2017 mergulhar no gigante planeta gasoso.

    Cientistas disseram na quinta-feira (15) que um cálculo da massa dos anéis com base em medições gravitacionais do planeta coletadas pela Cassini indicou que eles se formaram entre 100 milhões e 10 milhões de anos atrás, aproximadamente nos 2% finais da idade atual de Saturno.

    Na Terra, 100 milhões de anos atrás foi durante a era dos dinossauros.

    As descobertas desafiam a noção defendida por alguns astrônomos de que os anéis se desenvolveram logo após a formação de Saturno, cerca de 4,5 bilhões de anos atrás, junto com outros planetas, incluindo a Terra.

     Outros achavam que os anéis eram muito mais jovens, mas careciam de dados cruciais, como sua massa, para estimar sua idade com segurança.

    “Gosto dos anéis e de sua dinâmica fascinante, sejam eles jovens ou velhos”, disse Luciano Iess, professor de engenharia aeroespacial da Universidade Sapienza de Roma, principal autor do estudo publicado na revista Science.

    Saturno é o sexto planeta a partir do sol e o segundo maior do Sistema Solar, depois de Júpiter.

    Todos os quatro planetas gasosos possuem anéis, embora os de Saturno sejam os maiores e mais espetaculares, com um diâmetro de cerca de 282 mil km. Os numerosos anéis finos são 99% de gelo e 1% de partículas de silicato de detritos interplanetários.

    Sua massa acabou sendo 45% menor do que as estimativas anteriores com base em dados da década de 1980 da espaçonave Voyager da Nasa.

    A massa mais baixa indica uma idade mais jovem, disseram os pesquisadores, acrescentando que os anéis ainda brilhantes teriam sido escurecidos por detritos por um período mais longo.

    Os cientistas suspeitam que os anéis se formaram talvez quando um grande cometa ou lua gelada se aventurou muito perto de Saturno e foi destruído por forças gravitacionais ou luas colidiram em órbita. Saturno tem 62 luas conhecidas.

    Pode não haver uma resposta mais precisa sobre a origem e a idade dos anéis de Saturno “até que possamos obter amostras de material do anel em nossos laboratórios para examinar e possivelmente datar via decaimento radioativo”, disse o professor de astronomia da Universidade Cornell e co-autor do estudo, Phil Nicholson.

    Os dados das órbitas finais da Cassini, mergulhando entre o planeta e os anéis enquanto o combustível acabava, também forneceram informações sobre a estrutura interna de Saturno, incluindo um núcleo estimado em 15 a 18 vezes a massa da Terra.

    Também indicou que as camadas atmosféricas de Saturno começam a girar em sincronia mais profundamente no planeta em comparação com Júpiter.