Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    O que é casa inteligente e como montar uma?

    O conceito de casa inteligente vem se tornando cada vez mais conhecido; entenda como funciona uma smart home e dicas de produtos para automatizar o seu lar

    O que é casa inteligente? Entenda o conceito e como montar uma - Imagem: Shutterstock

    Da CNN

    O conceito de casa inteligente vem se tornando cada vez mais conhecido do público, que busca a tecnologia para trazer mais praticidade, segurança e conforto na rotina do lar.

    Ao adquirir dispositivos inteligentes, o usuário pode criar um ambiente automatizado, com tarefas diárias ativadas sem a necessidade de interação humana.

    Tudo isso funciona por meio da internet, com o auxílio de aplicativos e assistentes virtuais. Juntas, essas tecnologias integram diferentes sistemas de automação e possibilitam a existência das smart homes.

    Com o crescimento da busca por equipamentos inteligentes, aumentam também as opções de produtos para automação no mercado. Conheça os principais e entenda o conceito.

    O que é casa inteligente?

    Uma casa inteligente funciona por meio de dispositivos que permitem a automação de tarefas rotineiras, como ligar o ar condicionado ou colocar uma música para tocar.

    O conceito é um pouco diferente de uma casa conectada, que precisa da intervenção do usuário para executar ações. As casas inteligentes, por sua vez, sabem o que fazer sem a necessidade de comandos.

    Isso porque os sistemas são previamente configurados de acordo com as preferências e necessidades do morador.

    Dessa forma, é possível escolher ligar o ar condicionado de segunda a sexta-feira às 17h para que o ambiente fique na temperatura ideal quando chegar em casa após o trabalho, por exemplo.

    Essa ativação pode ser pré-configurada ou feita a distância, por meio de aplicativos e assistentes virtuais, responsáveis por transmitir os comandos ao aparelho.

    Como montar uma casa inteligente?

    / Saiba como montar uma casa inteligente – Imagem: Unsplash/Bence Boros

    A base para uma smart home é a automação, normalmente controlada por um sistema – seja um aplicativo próprio do dispositivo ou um assistente que centralize as configurações de todos os aparelhos da casa.

    Portanto, é possível ter diversos produtos inteligentes no ambiente, desde lâmpadas até geladeiras. Para ativar a automação, o usuário precisa ajustar as configurações no sistema de comando dos dispositivos.

    É importante também garantir a compatibilidade entre os diferentes aparelhos, de forma a integrar tudo em um mesmo sistema.

    Com isso, o usuário pode programar diferentes ações para serem executadas ao longo do dia ou mesmo da semana.

    10 produtos indispensáveis para a sua casa inteligente

    O mercado de produtos inteligentes para casa tem crescido nos últimos anos, acompanhando os avanços de conceitos como a inteligência artificial e o metaverso.

    Com isso, a oferta de produtos aumenta e alguns dispositivos tendem a ficar mais acessíveis ao público.
    Saiba quais são os dispositivos que podem fazer parte de uma casa inteligente.

    Lâmpadas

    Entre os dispositivos mais acessíveis estão as lâmpadas inteligentes, que podem ser controladas por aplicativo ou comando de voz.

    A ativação dos controles é feita por meio do wi-fi, permitindo ligar e desligar as luzes sem a necessidade de ir até um interruptor. Muitos modelos das lâmpadas também oferecem ajustes de intensidade e cor para a iluminação.

    Para montar uma smart home, também é possível definir horários para o acionamento automático das lâmpadas.

    Por exemplo, configurar a ativação de uma iluminação mais baixa algumas horas antes de dormir para criar uma atmosfera de relaxamento.

    Sensores de presença

    Os sensores de presença são uma opção voltada para a segurança da casa. Eles funcionam como um alarme, identificando a presença de pessoas em um determinado ambiente.

    A partir dessa identificação, os dispositivos podem enviar sinais de aviso ao proprietário da casa, notificando a intrusão.

    Os avisos podem ser mensagens no celular, alarmes sonoros ou notificações enviadas diretamente à central de monitoramento, por exemplo. As configurações dependem do modelo e dos ajustes escolhidos por cada usuário.

    Interruptor inteligente

    Outro dispositivo que pode automatizar a iluminação da casa é o interruptor inteligente. Assim como as lâmpadas, ele também funciona por meio da internet.

    Por isso, os interruptores costumam ter um fio que os conecta ao sistema elétrico da casa e outro que fica responsável por essa conexão com o wi-fi.

    O aparelho deve ser fixado na parede, assim como o interruptor tradicional, e permite personalizar as configurações de iluminação do ambiente, com ativação automática e ajuste de intensidade, por exemplo.

    Câmeras de segurança

    As câmeras de segurança são outro item que contribui para o monitoramento da casa. Os equipamentos funcionam por meio da conexão com o wi-fi e as imagens podem ser acompanhadas à distância pelo aplicativo do fabricante.

    Essa tecnologia tem a mesma função dos sensores: identificar a entrada de estranhos e emitir avisos aos proprietários da residência.

    No entanto, as câmeras trazem o registro de imagens como complemento à segurança, o que pode contribuir para a montagem de um sistema inteligente para casas mais completo.

    É possível encontrar modelos de diferentes valores no mercado, desde os mais simples até opções com configurações mais avançadas.

    Fechaduras inteligentes

    / Sistema inteligente para casas – Imagem: Unsplash/Sebastian Scholz Nuki

    Outro item que pode contribuir com a segurança, as fechaduras inteligentes dispensam o uso de chaves e operam por meio de tecnologias como a biometria, sensor de presença e controle wireless.

    No sistema wireless, por exemplo, o usuário pode realizar os comandos diretamente no aplicativo do dispositivo, mesmo a distância.

    Os aparelhos com biometria são ativados por meio das digitais, previamente cadastradas pelos moradores. Alguns modelos trazem funcionalidades mais completas, como a opção não perturbe, que impede a abertura da porta quando ativa.

    Pelo aplicativo, normalmente disponível em grande parte dos modelos, também é possível acompanhar horários de abertura e fechamento da fechadura.

    Nobreak

    Para manter uma casa inteligente funcionando, é preciso ter uma conexão estável com a internet. Neste contexto, o nobreak torna-se um dispositivo importante.

    O equipamento tem a função de proteger os eletrônicos de quedas e oscilações na rede de energia, evitando danos em caso de interrupções inesperadas.

    Para isso, o nobreak conta com uma bateria interna, utilizada para impedir o desligamento bruto dos equipamentos em casos como esse.

    Esse não é, necessariamente, um aparelho smart, mas serve como base para montar um sistema inteligente eficiente e seguro para a automação residencial.

    Robô aspirador

    Os robôs aspiradores ganharam destaque no mercado durante a pandemia. Em 2020, as vendas do produto cresceram 401% no Brasil em comparação ao ano anterior, conforme dados da consultoria GFK.

    Segundo a pesquisa, foram mais de 175 milhões de aparelhos vendidos no país no período analisado.

    A função desses dispositivos é automatizar a tarefa de aspirar a casa. Os robôs fazem a limpeza automática dos ambientes, seguindo a configuração indicada pelo usuário.

    Algumas das funcionalidades mais comuns encontradas nos modelos além de aspirar, são:

    • varrer;
    • passar pano;
    • controle a distância;
    • carregamento automático;
    • integração com assistentes virtuais.

    Modelos mais avançados conseguem fazer o mapeamento da casa, emitir relatórios das atividades e disponibilizar opção de monitoramento pelo celular, além de permitirem a definição de horários para a limpeza.

    Ar-condicionado smart

    O ar condicionado inteligente permite que o usuário defina as configurações de acordo com suas preferências e, a partir delas, funciona de maneira automática.

    É possível, por exemplo, dormir com o ar-condicionado ligado e definir um horário durante a madrugada para que ele seja desativado automaticamente.

    Além de agendar ativação e desligamento do aparelho, o usuário também pode configurar temperaturas e o modo de funcionamento.

    Os controles podem ser realizados via aplicativo no celular ou por comandos em assistentes de voz integrados ao aparelho.

    Assistente virtual

    / Produtos para casa inteligente – Imagem: Shutterstock

    A assistente virtual pode ser a responsável por integrar todos os dispositivos inteligentes da casa, centralizando a automação residencial em um mesmo lugar e facilitando o controle.

    Os comandos normalmente são feitos por sensores de voz, que interpretam o pedido do usuário e realizam a ação sem a necessidade de apertar botões, por exemplo.

    Esses aparelhos permitem a criação de rotinas, automatizando diversas atividades ao longo do dia. Por exemplo, ativar o alarme às 7h, ligar a cafeteira às 7h30 e desligar as luzes às 8h30, quando estiver de saída para o trabalho.

    Geladeira smart

    As geladeiras inteligentes são produtos que exigem um investimento maior, mas que também estão disponíveis no mercado brasileiro e podem compor uma casa inteligente.

    Esses equipamentos se conectam à internet e permitem o controle a distância, assim como a integração com outros dispositivos.

    Com isso, é possível ajustar a temperatura ou ativar funções específicas, como o congelamento express de bebidas, sem interagir com o aparelho.

    Alguns modelos também permitem ouvir música, assistir vídeos e exibir fotos no display da geladeira. Outros, mais avançados, oferecem uma funcionalidade que permite verificar quais alimentos estão dentro dela.

    Vale a pena investir em uma casa inteligente?

    O investimento para montar uma casa inteligente depende do interesse e do orçamento de cada usuário. Existe uma variedade de produtos no mercado, cada um com sua função e seu preço.

    É possível optar por produtos mais acessíveis para automatizar algumas tarefas na rotina doméstica, mas alguns aparelhos, como as geladeiras, são mais caros.

    De maneira geral, os aparelhos podem trazer mais praticidade, segurança e economia para a casa. A tendência é que eles continuem evoluindo e que novas soluções sejam lançadas no mercado.

    No entanto, entender se vale a pena investir nos dispositivos inteligentes é uma escolha que pode variar de acordo com as necessidades, objetivos e prioridades de cada um.

    Acompanhe as principais notícias sobre tecnologia na CNN

    Tópicos

    Tópicos