China lança nave espacial tripulada Shenzhou-12 em missão histórica

Astronautas permanecerão em futura estação espacial por três meses

Foto: Kevin Frayer/Getty Images

Carlos Garcia e Shubing Wang, da Reuters

Ouvir notícia

A China lançou uma espaçonave nesta quinta-feira (17) (dia 16 no Brasil), levando três astronautas a parte de uma estação espacial ainda em construção, para a estadia mais longa em órbita baixa da Terra já realizada por qualquer cidadão chinês.

Um foguete de Longa Marcha 2F transportando o Shenzhou-12, ou “Embarcação Divina”, com destino ao módulo da estação espacial Tianhe, decolou às 9h22, horário de Pequim (0122 GMT), do Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan, no noroeste da província de Gansu.

Shenzhou-12 é a terceira de 11 missões – quatro das quais serão tripuladas – necessárias para completar a primeira estação espacial completa da China. A construção começou em abril com o lançamento do Tianhe, o primeiro e maior de três módulos.

Os astronautas Nie Haisheng, 56, Liu Boming, 54, e Tang Hongbo, 45, vão trabalhar e permanecer em Tianhe, os aposentos da futura estação espacial, por três meses.

Durante sua estada no Tianhe, que parece um cilindro, um pouco maior do que um ônibus urbano, os três homens testarão as tecnologias do módulo, incluindo seu sistema de suporte de vida.

Os homens também serão monitorados para saber como se comportam no espaço física e psicologicamente por um longo período de tempo. Uma próxima missão à estação espacial durará seis meses.

Mais Recentes da CNN