Cidade brasileira é escolhida para receber maior programa espacial do mundo

Em 2023, país vai receber, pela primeira vez, programa da Universidade Espacial Internacional

Local que receberá o Space Studies Program em São José dos Campos
Local que receberá o Space Studies Program em São José dos Campos Foto: Divulgação/Inpe

Daniel Corrá, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A cidade de São José dos Campos, no interior de São Paulo, foi escolhida pela Universidade Espacial Internacional para sediar o “Space Studies Program (SSP)” – um dos maiores programas espaciais do mundo. Com isso, será o primeiro município brasileiro a receber a iniciativa, prevista para acontecer em 2023.

O programa espacial terá duração de dois meses e contará com painéis de astronautas, palestras, competições de robôs, lançamento de foguetes, além de outras atividades focadas na popularização da ciência e das atividades espaciais. Na cidade, a organização tem parceria entre a prefeitura, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA).

Na edição no Brasil, o SSP prevê reunir instituições e empresas da área espacial, criando oportunidades para firmar acordos comerciais e cooperações internacionais. Ao todo, cerca de 300 profissionais de mais de 20 países devem participar das atividades.

Na América do Sul, apenas a cidade de Val Paraíso, no Chile, sediou uma edição do SSP, em 2000. Em 2011, o programa chegou a ser anunciado em São José dos Campos pelo Inpe, mas acabou cancelado por problemas de logística.

Segundo a prefeitura, desta vez, a cidade está se preparando com uma melhor estrutura, inclusive de hospedagem, para receber os participantes. Agora, os detalhes da formalização do município como sede do evento dependem apenas de uma visita técnica da universidade responsável.

Programa Espacial

O “Space Studies Program” começou em 1987 no Massachusets Institute of Technology (MIT), nos Estados Unidos, e desde então vem acontecendo anualmente em diferentes cidades pelo mundo, em países França, Canadá, Austrália, Espanha, Isarel, Holanda, entre outros.

Mais Recentes da CNN