Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ericsson compra empresa de nuvem Vonage por US$ 6,2 bilhões

    Companhia espera que o negócio com a Vonage aumente o Ebitda e o fluxo de caixa livre de 2024 em diante

    Espera-se que o negócio seja fechado no primeiro semestre de 2022, estando sujeito à aprovação dos acionistas da Vonage, aprovações regulatórias e outras condições
    Espera-se que o negócio seja fechado no primeiro semestre de 2022, estando sujeito à aprovação dos acionistas da Vonage, aprovações regulatórias e outras condições REUTERS/Stig-Ake Jonsson/TT News Agency

    Por Supantha Mukherjee e Helena Soderpalm, da Reuters

    A sueca Ericsson acertou a compra da empresa de comunicações em nuvem Vonage na segunda-feira (22) em uma negociação totalmente em dinheiro no valor de US$ 6,2 bilhões, enquanto a fabricante de equipamentos de telecomunicações caminha para ampliar seu portfólio do 5G.

    O negócio, um dos maiores da história da Ericsson, se sucede à compra de US$ 1,1 bilhão da Cradlepoint no ano passado, que lhe deu acesso a ferramentas que podem conectar dispositivos usando a chamada “Internet das Coisas” em uma rede 4G ou 5G.

    A Vonage, com sede nos Estados Unidos, fabrica Interfaces de Programação de Aplicativos (API), que ajuda diferentes softwares a se comunicarem entre si.

    A Ericsson pagará US$ 21 para cada ação da Vonage em circulação, um prêmio de 28% sobre o preço de fechamento de sexta-feira e um prêmio de 34% sobre a média dos últimos 3 meses, um preço alto segundo analistas.

    As ações da Ericsson caíram 3,8% no início das negociações, encaminhando para o pior dia desde julho e o fraco desempenho no índice pan-europeu STOXX 600.

    “Observamos esta aquisição como um fortalecimento da integração vertical e oferta de produtos da Ericsson no espaço da nuvem, mas também consideramos o preço bastante alto”, disse Mads Rosendal, analista do Danske Bank Credit Research.

    A Vonage, que opera em setores como saúde, finanças, educação e transporte, teve vendas de US$ 1,4 bilhão no período de 12 meses até 30 de setembro de 2021, com um Ebitda de 14% e fluxo de caixa livre de US$ 109 milhões.

    “A transação baseia-se na intenção declarada da Ericsson de se expandir globalmente em empresas wireless, oferecendo aos clientes existentes uma maior participação de um mercado avaliado em US$ 700 bilhões até 2030”, disse a Ericsson em um comunicado.

    A empresa informou que espera que o negócio com a Vonage aumente o Ebitda e o fluxo de caixa livre de 2024 em diante.

    Espera-se que o negócio seja fechado no primeiro semestre de 2022, estando sujeito à aprovação dos acionistas da Vonage, aprovações regulatórias e outras condições.