Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Estrelas e planetas ficarão mais evidentes durante o eclipse; saiba quais

    No dia 8 de abril, um eclipse solar total poderá ser visto em partes do México, EUA e Canadá

    O eclipse solar total é um evento raro em que acontece o alinhamento completo entre Sol, Lua e Terra
    O eclipse solar total é um evento raro em que acontece o alinhamento completo entre Sol, Lua e Terra NASA's Goddard Space Flight Center

    Aline Oliveirada CNN

    Na próxima segunda-feira, dia 8 de abril, acontecerá um eclipse solar total, que evidenciará ainda mais o brilho de alguns planetas. O fenômeno poderá ser acompanhado a olho nu através da costa do México, EUA e do Canadá, em diferentes momentos.

    Ainda que não seja visível no Brasil, o evento será transmitido para o mundo inteiro através da Nasa (Agência Espacial dos Estados Unidos).

    Assim que a Lua bloquear completamente a face do Sol durante um breve período, o céu não ficará completamente escuro. Na verdade, ao olhar para cima, os telespectadores do Hemisfério Norte poderão notar um aspecto parecido com cerca de 20 a 40 minutos antes do amanhecer ou, então, este mesmo período de tempo após o fim do entardecer.

    Desta forma, o planeta Vênus ganhará um destaque especial e ficará muito visível nas áreas em que o eclipse solar total será visto. Neste dia, ele estará posicionado cerca de 15 graus a oeste (canto inferior direito) do sol.

    Além dele, Júpiter também se destacará de forma menos intensa, aparecendo 30 graus a leste (canto superior esquerdo) do sol. Ainda que Saturno, Marte e Mercúrio apareçam, não há uma certeza de que esses planetas serão facilmente visíveis.

    Já no que diz respeito às estrelas, o fenômeno fará com que os moradores do México, EUA e Canadá observem todo o brilho presente no céu, uma vez que estes corpos celestes estarão posicionados, em sua grande maioria, na parte oriental.

    Na direção mais baixa, leste-sudeste, os telespectadores da parte do Hemisfério Norte poderão encontrar a Sirius, a mais brilhante de todas as estrelas. Entretanto, quem estiver no Texas, Estado do EUA, ou no México, não poderá observá-la, já que ela se encontrará na parte mais baixa do horizonte.

    Por sua vez, a estrela Capella poderá ser encontrada na parte mais alta do leste-noroeste. Enquanto a Rigel estará muito mais baixa no sudeste.