Fenômeno ‘superlua’ é observado no mundo pela última vez neste ano

De acordo com a Nasa, a próxima superlua está prevista para o dia 7 de abril de 2021

A super worm moon, occurring on the same day as the equinox, is seen through passing clouds over Joint Base Andrews in Maryland, March 20, 2019. (Photo by SAUL LOEB / AFP)        (Photo credit should read SAUL LOEB/AFP via Getty Images)
A super worm moon, occurring on the same day as the equinox, is seen through passing clouds over Joint Base Andrews in Maryland, March 20, 2019. (Photo by SAUL LOEB / AFP) (Photo credit should read SAUL LOEB/AFP via Getty Images) Foto: SAUL LOEB/AFP/AFP via Getty Images

Por Ashley Strickland, da CNN

Ouvir notícia

A última superlua do ano acontece agora em maio, com seu ápice nesta quinta-feira (7), de acordo com a Agência Espacial Americana (Nasa).  A Lua aparece mais cheia e brilhante até a manhã de sexta (8).

As superluas ocorrem quando a Lua está a 90% do perigeu –que é a sua maior aproximação da Terra. Desta forma, o satélite natural parecerá maior e mais brilhante no céu. O fenômeno será visível em todo o mundo, do anoitecer até o amanhecer. 

Esta é a quarta superlua do ano: o fenômeno foi registrado nos dias 9 de fevereiro, 9 de março e 7 de abril. De acordo com a Nasa, a próxima superlua está prevista para o dia 7 de abril de 2021.

Luas cheias

Normalmente, a lua cheia ocorre uma vez por mês, já que o ciclo do satélite é próximo de 30 dias. Mas, em 2020, outubro terá duas luas cheias: uma no dia 1º de outubro e outra 30 dias depois. Duas luas cheias no mesmo mês são conhecidas como “lua azul”.

E, curiosamente, a segunda lua cheia de outubro acontecerá na noite de Halloween.

Mais Recentes da CNN