Foguete Falcon 9, da SpaceX, se prepara para lançamento dia 22, veja fotos

Quatro astronautas fazem parte da missão entre NASA, Agência Espacial Europeia e Agência de Exploração Aeroespacial do Japão

A missão SpaceX Crew-2 da NASA é a segunda missão de rotação da tripulação da espaçonave SpaceX Crew Dragon e do foguete Falcon 9 para a Estação Espacial Internacional.
A missão SpaceX Crew-2 da NASA é a segunda missão de rotação da tripulação da espaçonave SpaceX Crew Dragon e do foguete Falcon 9 para a Estação Espacial Internacional. Foto: Aubrey Gemignani/NASA via Getty Images

Anna Gabriela Costa, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Após a Nasa anunciar, nesta quinta-feira (15), que enviaria sua tripulação para a Estação Espacial Internacional por meio de um foguete da SpaceX já em 22 de abril, os quatro astronautas que farão parte da missão especial participaram de um evento de lançamento nesta sexta-feira (16), na Kennedy Space Center em Cabo Canaveral, na Flórida.

O astronauta Thomas Pesquet da ESA (Agência Espacial Europeia), os astronautas da NASA Megan McArthur e Shane Kimbrough e o astronauta Akihiko Hoshide da Agência de Exploração Aeroespacial do Japão (JAXA), visitaram a instalação de lançamento e pouso no Centro Espacial da NASA.

O grupo de astronautas lidera a missão SpaceXs Crew-2, que é a segunda missão operacional da espaçonave SpaceX Crew Dragon e do foguete Falcon 9 para a Estação Espacial Internacional. A missão faz parte do Programa de Tripulação Comercial da agência.

Kimbrough, McArthur, Pesquet e Hoshide estão se preparando para serem lançados na próxima quinta, 22 de abril, do Complexo de Lançamento 39A. 

A empresa espacial SpaceX, do bilionário Elon Musk, foi escolhida pela Nasa para construir a espaçonave que levará astronautas à Lua em 2024, informou nesta sexta-feira (16) a agência espacial norte-americana. A empresa de Musk desbancou a Blue Origin, de Jeff Bezos, e a Dynetics Inc., e vai receber receber US$ 2,9 bilhões (cerca de R$ 16,2 bilhões). 

A agência pretende criar um programa permanente para a Lua, e já avisou que haverá uma licitação própria para isso. 

“Temos de ser capazes de fornecer serviços lunares recorrentes”, disse Mark Kirasich, administrador associado adjunto da divisão de Sistemas de Exploração Avançada da Nasa. 

Mais Recentes da CNN