Gatos podem rastrear presença de humanos usando apenas as orelhas, diz estudo

O estudo, realizado em uma casa e em um café para gatos, observou como os gatos reagem às vozes de seus donos sem pistas visuais

Os resultados deste estudo demonstram evidências de cognição socioespacial em gatos, o que significa que eles podem imaginar onde os outros estão por meio de pistas como o som
Os resultados deste estudo demonstram evidências de cognição socioespacial em gatos, o que significa que eles podem imaginar onde os outros estão por meio de pistas como o som Foto: Pixabay

Sherry Liangda CNN

Ouvir notícia

Enquanto você vasculha armários e fendas tentando encontrar o novo esconderijo favorito do seu gato, eles também podem estar de olho em você.

Um novo estudo no Japão descobriu que um gato parado pode rastrear a localização de seu dono usando pistas de áudio – especificamente, a voz do tutor.

Saho Takagi, primeira autora do estudo e estudante de doutorado na Universidade de Kyoto, disse que sempre se interessou pelas habilidades auditivas dos gatos. Ela gosta de felinos, mas disse que sua parte favorita são as orelhas.

Os gatos têm orelhas sensíveis que podem se mover em direções diferentes.

“Eu vi um gato com apenas uma das orelhas inclinada para trás, ouvindo o som por trás dele, e senti que eles devem estar pensando em muitas coisas a partir do som”, disse Takagi em um e-mail à CNN. “Desta vez, eu investiguei se eles mapeiam a posição de seu dono espacialmente a partir de sons.”

O estudo, realizado em uma casa e em um café para gatos, observou como os gatos reagem às vozes de seus donos sem pistas visuais, usando alto-falantes que reproduzem uma gravação dos donos dizendo os nomes de seus gatos.

Os pesquisadores colocaram os alto-falantes separados um do outro, fora da vista dos gatos, para ver como eles responderiam aos sons, especialmente se a voz do tutor parecesse se teletransportar de um local para outro.

Outro grupo de pessoas, que não eram especialistas em comportamento animal, classificou o nível de surpresa dos gatos em uma escala de 0 a 4, com base em comportamentos como movimentos de orelha e cabeça.

Os gatos do estudo ficaram surpresos quando seus donos pareceram “transportar” de um local para outro, concluiu o estudo.

Os resultados deste estudo demonstram evidências de cognição socioespacial em gatos, o que significa que eles podem imaginar mentalmente onde os outros estão por meio de pistas como o som.

A mente de um gato pode ser complexa de várias maneiras

Outros animais, como macacos vervet e suricatos, também demonstram esse sentido. O estudo disse que essa capacidade de criar imagens mentais com base em sons e outros estímulos indica um pensamento complexo.

A habilidade é particularmente importante para animais que precisam caçar presas em condições de pouca visibilidade.

“Esta é uma habilidade que é a base da criatividade e da imaginação”, disse Takagi. “Acredita-se que os gatos tenham uma mente mais profunda do que se pensa.”

Ingrid Johnson, consultora certificada de comportamento de gatos da Fundamentally Feline, disse que os gatos podem se apegar aos humanos – especialmente quando são mais velhos.

Ela disse que alguns gatos idosos acordam angustiados quando não conseguem ver ou ouvir seus donos.

“Este é um grande exemplo de como elevar um pouco nossa expectativa em relação ao gato e perceber que eles têm a capacidade de ter aquele vínculo em que realmente encontrarão conforto em família”, disse Johnson.

Estudos descobriram que os gatos também podem distinguir entre as vozes de seus donos e de estranhos, e podem reconhecer sons emocionais.

“Os gatos passam a maior parte do tempo dormindo e as pessoas costumam pensar que é bom que eles durmam”, disse Takagi. “Mas eles podem estar pensando em muitas coisas”;

Nossos amigos felinos podem ser mais perceptivos – e ouvir mais – do que acreditamos.

Se eles escolhem ouvir você, porém, é uma história diferente (ou estudo).

Descubra mais curiosidades sobre gatos fazendo o quiz abaixo:

(Texto traduzido. Leia o original em inglês aqui).

Mais Recentes da CNN