Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Olhe para cima: Veja os dias e horários para observar chuvas de meteoros nesta semana

    Eventos aconteceram quando a Terra passa por fluxos de detritos deixados para trás na esteira de cometas e asteroides

    Getty Images

    Ingrid Oliveirada CNN

    em São Paulo

    Ouvir notícia

    Os observadores do céu terão um bom motivo para olhar para cima até o fim de julho. Chuvas de meteoros devem inundar os horizontes de todo o mundo a partir desta quinta-feira (28), e devem ter picos de atividades neste fim de semana.

    A chuva de meteoros Piscis Austrinídeos, que começou no 15 de julho e ficará ativa até 10 de agosto, deve produzir seu pico de meteoros à meia noite desta sexta-feira (29).

    A chuva atingirá o pico próximo à Lua nova e, portanto, a luz lunar apresentará interferência mínima. O evento poderá ser visto do Hemisfério Sul e deve permanecer ativo até às 6h02, no horário de Brasília.

    As chuvas de meteoros surgem quando a Terra passa por fluxos de detritos deixados para trás na esteira de cometas e asteroides.

    Até meados de agosto, outros evento poderão ser vistos em todo mundo, de acordo com a Organização Internacional de Meteoro (OIM).

    Gama Draconídeos

    Os Draconídeos foram notados pela primeira vez por pesquisadores japoneses em 2009. Este fluxo está ativo de 25 a 31 de julho com atividade máxima ocorrendo nesta quinta-feira (28).

    De acordo com a OIM, o evento não será bem visto no Hemisfério Sul, uma vez que o pico não sobe muito alto no céu do norte.

    Alfa Capricornídeos

    Esses meteoros estão ativos de 7 de julho a 15 de agosto, com o pico ocorrendo em 30 de julho. O evento ocorre no noroeste da constelação Capricornus.

    Segundo a OIM, espera-se que as taxas de observação sejam próximas de 2 horas vistas do Hemisfério Norte e 3 por hora vistas do Sul do Equador.

    Delta Aquáridas do Sul

    O Hemisfério Sul tem visão privilegiada desse evento com atividade entre 12 de julho e 23 de agosto, que terá seu pico no dia 30 de julho.

    A Delta Aquáridas é fruto de detritos deixados pelo cometa 96P/Machholz. A média é de 13 a 30 meteoros por hora, a uma velocidade de 41 km/s.

    Quem quiser observar essa chuva, deve acordar antes do amanhecer, na madrugada deste sábado (30), por volta das 4h, de acordo com a OIM.

    Perseidas

    Segundo a Organização Internacional de Meteoro, essa chuva de meteoros é a mais popular, elas atingem o pico nas noites de agosto, e são melhores vistas do Hemisfério norte. A chuva são fragmentos do cometa 109P/Swift-Tuttle.

    Os Perseidas estão ativos de 14 de julho a 1º de setembro. Eles atingem um forte máximo em 12 ou 13 de agosto, dependendo do ano.

     

    Mais Recentes da CNN