Pinturas em cavernas da Espanha mostram lado artístico dos neandertais

Pigmentos descobertos nas Cavernas de Ardales, na Espanha, foram criados por neandertais há cerca de 65 mil anos

Reuters

Ouvir notícia

 

Os neandertais podem ter sido mais próximos de nossa espécie de humano moderno pré-histórico do que se acreditava. Pinturas encontradas em cavernas na Espanha provaram que eles tinham afeição por criar arte, afirmou um dos autores de um novo relatório científico neste domingo (8).

Pigmentos de cor vermelho ocre descobertos em estalagmites nas Cavernas de Ardales, perto de Málaga, no sul da Espanha, foram criados por neandertais há cerca de 65 mil anos, o que os torna possivelmente os primeiros artistas do planeta, de acordo com o estudo publicado no periódico Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS).

Os humanos modernos não habitavam a Europa na época em que as imagens foram feitas nas cavernas.

As novas descobertas somam-se a crescente evidências de que os neandertais, cuja linhagem se extinguiu há cerca de 40 mil anos, não foram os parentes nada sofisticados dos Homo sapiens, como foram retratados por muito tempo.

Cavernas na Espanha
Foto: Reprodução/Reuters

Os pigmentos foram feitos nas cavernas em momentos diferentes, mostrou o estudo, e afastam sugestões anteriores de que foram o resultado de um fluxo natural de óxido.

João Zilhao, um dos autores do estudo, disse que técnicas de datação mostraram que o ocre foi cuspido nas estalagmites por neandertais, possivelmente como parte de um ritual.

“A importância é que isso muda nossa atitude em relação aos neandertais. Eles eram mais próximos dos humanos. Pesquisa recente mostrou que eles gostavam de objetos, acasalaram com humanos e agora podemos mostrar que pintavam cavernas como nós”, disse ele.

(Reportagem de Graham Keeley, reportagem adicional de Jon Nazca e Mariano Valladolid)

 

Mais Recentes da CNN