Os 14 pratos da culinária espanhola que vão marcar seu paladar

De paella a churros; descubra a riqueza da culinária espanhola em 14 pratos icônicos

O Jamón é um produto espanhol que pode ser encontrado nas mesas das principais comunidades autônomas do país
O Jamón é um produto espanhol que pode ser encontrado nas mesas das principais comunidades autônomas do país Unsplash

Jon Yeomansda CNN

Enquanto as massas da Itália e os queijos da França passaram anos sob os holofotes, a gastronomia espanhola estava aguardando sua vez. Nos últimos anos, a cada premiação culinária, mais pessoas passaram a celebrar os sabores extraordinários e a variedade de produtos que a Espanha tem a oferecer.

Chefs renomados como Ferran Adrià, o cérebro por trás do agora fechado restaurante El Bulli, e os irmãos Roca, fundadores do El Celler de Can Roca, trouxeram prestígio internacional à “alta cocina” espanhola. Em 2023, a Espanha teve mais restaurantes na lista dos World’s 50 Best do que qualquer outro país.

Mas o coração da culinária espanhola permanece em sua natureza rústica e caseira, um legado de uma época em que os espanhóis tinham que trabalhar a terra para obter tudo o que ela oferecia. Esses 14 pratos – desde frutos do mar e carne até arrozes e doces – são essenciais para experimentar em qualquer viagem para a Espanha.

Paella Valenciana, um ícone da culinária espanhola

A paella é talvez o prato espanhol mais famoso de todos e, certamente, um dos mais explorados. A paella autêntica tem origem na região de Valência e é encontrada em duas variedades: Paella Valenciana, com coelho e frango; e paella de frutos do mar. O açafrão dá cor ao arroz, e a base deve ser deixada para formar uma crosta negra e apetitosa, apelidada de “socarrat”. Os espanhóis só a comem no horário do almoço, principalmente em momentos festivos.

Patatas bravas, as “tapas” mais picantes

As patatas bravas crocantes são servidas com um molho picante. 
As patatas bravas crocantes são servidas com um molho picante / Unsplash

Um dos pratos tradicionais que compõem um cardápio clássico de tapas, as patatas bravas – “batatas bravas” – recebem esse nome por causa do molho picante e extremamente saboroso. As batatas são cortadas em cubos, fritas superficialmente e servidas da mesma forma em todos os lugares. O molho pode vir de várias maneiras, desde ketchup apimentado até maionese com alho e uma pitada de páprica defumada, ou ambos. Uma teoria sugere que quanto mais sujo o bar, melhor são as bravas.

Gazpacho, a entradinha da Andaluzia

Essa sopa andaluz à base de tomate é mais famosa por ser servida gelada. Isso pode ser um choque para quem não espera, mas no calor escaldante de um verão em Sevilha, a atração fica clara. Seus principais ingredientes, além do tomate, são pimentões, alho, pão e muito azeite de oliva.

Pimientos de Padrón, para acompanhar a cerveja

Um prato comum nos cardápios de tapas, os pimientos de Padrón são pimentões verdes originários da cidade de mesmo nome na Galícia, no noroeste chuvoso da Espanha. Os pimientos de Padrón são fritos em azeite de oliva e servidos com uma generosa pitada de sal. Embora geralmente sejam doces e suaves, sua fama vem do fato de que ocasionalmente um pimentão pode ser muito picante, acrescentando um elemento de surpresa ao comê-los.

Fideuà, a massa com gosto de mar

Menos conhecido pelos turistas, o fideuà é um tipo de massa espanhola semelhante ao vermicelli. É popular na Catalunha e em Valência em pratos de frutos do mar que rivalizam com a paella em sabor e complexidade. O fideuà é tipicamente cozido em uma paellera.

Jamón, o pilar de qualquer mesa espanhola

Jamón ibérico sobre pão crocante é uma maravilha
Jamón ibérico sobre pão crocante é uma maravilha / Unsplash

Jamón, ou presunto curado, é o produto espanhol mais celebrado. Pernas de presunto eram tradicionalmente salgadas e penduradas para secar, preservando-as durante os longos meses de inverno. O Jamón Serrano (da montanha) é o tipo mais comum e vem de porcos brancos; o Jamón Ibérico, mais caro, vem de porcos pretos. O melhor presunto deve ser apreciado em fatias finas que derretem na boca, sozinhas ou com um pouco de pão.

“O jamón é o pilar da mesa espanhola”, diz o chef José Pizarro, o cérebro por trás dos restaurantes José Tapas Bar, Pizarro e José Pizarro em Londres, entre outros. “Comemos antes de comer; seu sabor salgado e carregado de bolotas é o acompanhamento perfeito para xerez e Cava, e prepara seu paladar para a refeição que está por vir. O custo-benefício é incrível, e uma perna pode durar muito tempo se você a cobrir e armazenar corretamente. Procure a gordura ‘encerada’: ao esfregar, ela deve derreter na pele como cera de vela.”

Tortilla, uma omelete com segredos

A Tortilla espanhola pode ser feita com chorizo, pimentões e cebolas, entre outros ingredientes, mas os puristas dirão que ela deve conter apenas batatas e ovos. As batatas são cortadas em cubos e levemente fritas antes de serem adicionadas à mistura de ovos e fritas em fogo alto; a parte mais complicada é virar a frigideira, para virar a tortilla. Se você acertar, alguém deveria gritar “Olé!” Se errar, você terá uma tortilla pegajosa e meio crua por toda parte.

Churros, um doce pecado espanhol

Massa frita mergulhada em chocolate? Sim, por favor
Massa frita mergulhada em chocolate? Sim, por favor / Unsplash

Churros são um lanche popular feito de massa frita, cortada em formato de salsicha e coberta de açúcar. Ao contrário dos churros que estamos acostumados no Brasil, esta sobremesa é delicada e pouco doce. São um absoluto favorito em festas, ou festas de rua, quando são vendidos por vendedores ambulantes. Mergulhá-los em chocolate quente derretido é praticamente uma regra.

Croquetas: crocantes por fora, macias por dentro

Outro item típico em um cardápio de tapas, as croquetas são tubos de molho bechamel envolvidos em migalhas de pão fritas, mas muito mais saborosas do que essa descrição. Croquetas de jamón são a variedade mais comum. Elas são difíceis de fazer e talvez seja melhor aproveitá-las em um bar de tapas, junto com uma cerveja gelada, que pode ser pedida pelo nome de “caña” em Barcelona e “copa” em Madrid.

Albóndigas, as favoritas

As albondigas podem ser pedidas como "tapas", os famosos petiscos espanhóis
As albondigas podem ser pedidas como “tapas”, os famosos petiscos espanhóis / Unsplash

Um prato clássico de tapas, as albondigas, ou almôndegas em molho de tomate, são servidas por toda a Espanha. Uma variação saborosa é servir as almôndegas regadas com um molho de amêndoas, sem os tomates.

Migas, da tradição camponesa para alta gastronomia

Um prato lendário falado em quase sussurros pelos espanhóis, migas é um bom exemplo de quanto a culinária espanhola evoluiu a partir da comida camponesa. Basicamente, são migalhas de pão seco rasgadas e fritas em várias combinações, frequentemente servidas com chorizo ou bacon. As migas, transmitidas por trabalhadores agrícolas que precisavam ser econômicos com seus ingredientes, são o exemplo supremo de “confort food” espanhola, recentemente, o prato encontrou seu caminho nos menus de restaurantes sofisticados.

Bacalao al pil-pil, do País Basco

Um prato valorizado na Espanha, o bacalao, ou bacalhau salgado, era trazido de volta por pescadores espanhóis de lugares tão distantes quanto Noruega e Newfoundland, há centenas de anos. O peixe não é encontrado em águas locais, e era salgado para preservá-lo na jornada. Ele deve ficar de molho em água por pelo menos 24 horas para remover todo o sal, exceto o mínimo toque. O bacalao é servido em todos os tipos de pratos; um dos mais populares é com molho pil-pil, feito de azeite de oliva, alho e suco do peixe, típico do País Basco.

Fabada, uma festa de sabores das Astúrias

Uma favorita da região noroeste de Astúrias e à base do feijão branco, a fabada é uma comida de panela geralmente servida com uma mistura de carnes de porco. Chouriço, barriga de porco e bacon são acompanhamentos comuns, assim como a morcilla, linguiça de sangue espanhola, que tem um sabor muito melhor do que deveria.

Leche frita

Acha impossível fritar leite? Pense de novo. Leche frita, ou leite frito, é uma sobremesa popular feita batendo-se o leite, gemas de ovos e farinha. Depois de deixar esfriar e solidificar, o manjar é revestido com migalhas de pão e frito. Pode ser servido quente ou frio.

Traduzido por: Raquel Cintra Pryzant