Pratos mais polêmicos de 10 destinos gastronômicos do mundo

Enquanto você sonha sobre o próximo destino, quais são as comidas - deliciosas ou polêmicas - que mais espera provar?

Pato-à-pequim servido com pepino fresco, cebola verde, coentro e panquecas assadas com molho Hoysin
Pato-à-pequim servido com pepino fresco, cebola verde, coentro e panquecas assadas com molho Hoysin Getty Images/iStockphoto

Zoe Lida CNN

Quando se trata de escolher onde passar as férias, o que vamos comer e beber pode ser uma grande parte dos planos de viagem. Adoramos celebrar as coisas boas e, por que não, provar sabores diferentes. Esta é a lista da CNN Travel sobre algumas das melhores – e mais polêmicas – culturas culinárias de destinos gastronômicos do mundo.

Estados Unidos

Os EUA sabem pegar uma boa comida – como o hambúrguer – e torná-la ainda melhor / Ádám Faragó, Pexels

Muitas das comidas populares nos EUA têm origem em alguma outra culinária. As batatas fritas são belgas ou holandesas. Hambúrgueres e salsichas? Provavelmente alemães. Mas nas cozinhas dos Estados Unidos, eles foram melhorados e ampliados – tornando-se ícones globais para os amantes da comida em todo o mundo. E também não negligencie os pratos americanos caseiros. Há os tradicionais, como sopa de mariscos, torta de limão e salada Cobb (com alface, agrião, frango assado ou grelhado, bacon, ovo cozido, abacate, queijo e cebolinha).

  • Pratos amados

Cheeseburger: um exemplo perfeito de como tornar as coisas boas ainda maiores.

Biscoito de chocolate: o mundo seria um pouco menos habitável sem este clássico americano, inventado na década de 1930.

  • Pratos polêmicos

Todos os alimentos excessivamente processados, como Twinkies, cupcakes e redes de frango frito.

México

Fajitas e outras comidas mexicanas são ricas em sabor e oferecem uma variedade infinita / Wikimedia Commons

Se você pudesse comer apenas a comida de um país pelo resto da vida, seria inteligente considerar a comida mexicana. A culinária tem de tudo um pouco. Você nunca ficará entediado. Entre as enchiladas, os tacos e as quesadillas, você encontrará o sabor picante de um prato de Cochinita Pibil.

É também a estação central de superalimentos nutricionais. Todo aquele abacate, tomate, limão e alho com feijão, chocolate e pimenta, ainda por cima, é rico em antioxidantes. Mas não tem gosto de comida “fit”, tem gosto de festa na boca.

  • Pratos amados

Mole: molho antigo feito de pimenta, especiarias, chocolate e encantamentos mágicos.
Tacos al pastor: o taco de porco assado no espeto.
Tamales: um antigo alimento maia cozido embrulhado em folhas.

  • Pratos polêmicos

Tostadas: basicamente igual a um taco ou burrito, mas servido em uma tortilha frita e crocante que se quebra em pedaços assim que você morde. Para alguns, impossível de comer.

Tailândia

Clássico Pad Thai leva frango, broto de feijão, molho de tamarindo e uma farofinha de amendoim.
Clássico Pad Thai leva frango, broto de feijão, molho de tamarindo e uma farofinha de amendoim. / Arquivo pessoal

Folheie um livro de culinária tailandesa e você terá dificuldade em encontrar uma lista de ingredientes que não tenha uma página longa. A combinação de tantas ervas e temperos em cada prato produz sabores complexos que de alguma forma se unem como uma música orquestral. Os tailandeses combinam picante, azedo, salgado, doce, em borracha, crocante e escorregadio em um prato.

Com influências da China, Malásia, Indonésia, Myanmar e uma tradição culinária real, a cozinha tailandesa é o melhor de muitos mundos. A melhor parte de comer comida tailandesa na Tailândia, porém, é a hospitalidade.

  • Pratos amados

Tom yam kung: uma festa rave para a boca. As notas florais do capim-limão, a terrosa galanga, o frescor das folhas de lima kaffir e o calor das pimentas.
Curry Massaman: um curry tailandês com raízes islâmicas.
Som tam: a popular salada de mamão verde é azeda, extra picante, doce e salgada. É o melhor dos sabores tailandeses.

  • Pratos polêmicos

Pla som: Este peixe fermentado comido cru é popular em partes do nordeste da Tailândia mas pouco adorado por muitos.

Grécia

Queijo Feta / Imagem de Galina Afanaseva por Pixabay

Viajar e comer na Grécia parece uma imagem brilhante ganhando vida, mas sem o Photoshop. Tal como os mares azuis e os edifícios brancos, as azeitonas kalamata, o queijo feta, as saladas coloridas e as carnes assadas são, por defeito, perfeitos para postais.

O segredo da comida grega? Laços de azeite brilhante. Presente dos deuses, o azeite é indiscutivelmente o maior produto de exportação da Grécia, influenciando a forma como as pessoas em todo o mundo pensam sobre alimentação e saúde nutricional. Comer na Grécia também é uma forma de consumir história. Um pedaço de dolma ou um gole de sopa de lentilha dá um gostinho da vida na Grécia antiga, quando foram inventados.

  • Pratos amados

Azeite: regado com outros alimentos ou embebido no pão, é quase tão variado quanto o vinho em seus sabores.
Spanakopita: torna o espinafre saboroso com sua mistura de queijo feta e cobertura de massa folhada.
Gyros: Comer bêbado tarde da noite não seria o mesmo sem o sanduíche de pão pita com carne assada e tzatziki.

  • Pratos polêmicos

Lachanorizo: basicamente repolho e cebola cozidos até a morte e depois misturados com arroz. Uma comida que preenche, mas unidimensional.

Índia

Quando uma culinária usa temperos em tal abundância que a carne e os vegetais parecem acompanhamentos, você sabe que está lidando com cozinheiros dedicados ao sabor.

Na culinária indiana não existem regras para o uso de temperos, desde que resultem em algo delicioso. O mesmo tempero pode adicionar sabor a pratos salgados e doces ou, às vezes, pode ser consumido sozinho. Por exemplo, a semente de erva-doce é apreciada como um auxiliar digestivo refrescante no final das refeições. E qualquer país que consiga fazer com que a comida vegetariana tenha um sabor consistentemente excelente certamente merece algum tipo de prêmio Nobel. As variedades regionais são vastas. Há os frutos do mar de Goa, o wazwan da Caxemira e a riqueza do coco de Kerala.

  • Pratos amados

Dal: A Índia conseguiu tornar as lentilhas cozidas emocionantes.
Dosa: uma panqueca recheada com tudo, desde queijo a vegetais picantes, perfeita para almoço ou jantar.
Chai: Nem todo mundo gosta de café e nem todo mundo gosta de chá puro, mas é difícil resistir ao chai.

  • Pratos polêmicos

Frango Balti: uma invenção para o paladar britânico, provavelmente deveria ter ficado por lá.

Japão

Os japoneses aplicam à sua alimentação a mesma precisão que aplicam à sua engenharia. Este é o lugar que gerou mestres de sushi e de ramen que fazem seus clientes esperarem o quanto for preciso.

Com a comida japonesa, você pode obter uma refeição kaiseki luxuosa com vários pratos que apresenta as estações do ano em uma variedade de poesia visual e culinária. Ou sente-se em uma esteira giratória de sushi para um banquete individual. Ou, ainda, compre algo aleatório e até então desconhecido em seu léxico gastronômico nas prateleiras refrigeradas de uma loja de conveniência. É impossível comer mal no Japão.

  • Pratos amados

Sopa Missô: apresenta alguns dos sabores fundamentais da comida japonesa, simples e saudável.
Sushi e sashimi: Quem diria que o peixe cru com arroz poderia se tornar tão popular?
Tempurá: a perfeição da fritura. Nunca gordurosa, a massa é fina e leve como um lenço de papel crocante.

  • Pratos polêmicos

Fugu: Tem alguma coisa tão deliciosa que vale a pena arriscar a vida para comer? O baiacu venenoso é potencialmente letal.

Espanha

Jamón ibérico sobre pão crocante é uma maravilha
Jamón ibérico sobre pão crocante é uma maravilha / Unsplash

Vamos comer, beber e depois dormir “la siesta” – Viva Espanha, aquele país cuja cultura alimentar hedonista que todos desejamos secretamente fosse a nossa. Todos aqueles passeios em bares e tapas, os jantares às 21h, os intermináveis desafios do porron no norte – esta é uma cultura baseada, em torno e às vezes até dentro da comida.

A culinária espanhola é feita com a mesma paixão desenfreada que você encontra na dança flamenca. As pessoas comem lanches ao longo do dia com intervalos de grandes refeições. Dos frutos do Mar Mediterrâneo aos despojos dos Pirenéus, das notas de açafrão e cominho dos Mouros às experiências moleculares insanas de Ferran Adrià, a comida espanhola é atemporal mas vanguardista.

  • Pratos amados

Jamón Ibérico: um jarrete inteiro de presunto curado geralmente esculpido prendendo-o em um suporte de madeira como um ritual medieval.
Churros: a melhor versão de massa doce frita do mundo.

  • Pratos polêmicos

Gaspacho: É refrescante e tudo, mas, para muitos, é basicamente uma salada líquida.

França

Baguete é o pão que representa a França
Baguete é o pão que representa a França / Gabriela Garcia Gonçalves

Se você é uma daquelas pessoas que não gosta de comer porque “a vida é mais do que comida”, então visite Paris. É uma cidade famosa pelos seus habitantes rabugentos, mas todos acreditam na importância da boa comida.

Intervalos de almoço de duas horas para refeições de três pratos são obrigatórios. Férias inteiras de duas semanas são centradas na exploração de combinações de vinhos e queijos em todo o país. A culinária prática surpreenderá aqueles que consideravam os franceses os esnobes alimentares do mundo – afinal, é o berço do Guia Michelin. Alimentos franceses como cassoulet e pot-au-feu são reveladores quando consumidos nos bistrôs certos.

  • Pratos amados

Escargot: Dê crédito aos franceses por transformarem pragas viscosas que vivem em jardins em uma iguaria. Respeito enorme por fazê-los ter um sabor incrível também.
Macarons: Como comida de unicórnio. Na verdade, qualquer coisa que venha de uma confeitaria na França parece ter sido criada a partir do açúcar, do pó de fada e dos desejos de jantar das crianças.
Baguete: a primeira e última coisa que você vai querer comer na França. A primeira mordida é transformacional; o último será cheio de saudade.

  • Pratos polêmicos

Foie gras: tem gosto de 10.000 patos assados na manteiga e depois reduzidos a um pudim de veludo, mas defensores dos animais condenam a crueldade da alimentação forçada de aves para engordar seus fígados.

China

As pessoas que se cumprimentam com “Você já comeu?” são indiscutivelmente os mais obcecados por comida do mundo. A comida tem sido uma forma de escapismo para os chineses ao longo da sua história tumultuada. O espírito empreendedor chinês e o apreço pelos melhores aspectos da frugalidade resultam numa das mais corajosas tribos de comedores do mundo. Mas os chineses não apenas cozinham e vendem qualquer coisa, eles também fazem com que seja saboroso. A China é o lugar certo para receber choques alimentares uma dúzia de vezes por dia. “Posso provar isso?” se tornará o refrão diário do intrépido viajante gastronômico. As cozinhas regionais da China são tão variadas que é difícil acreditar que sejam do mesmo país. Não é uma cultura alimentar que você possa resumir facilmente, exceto para dizer que invariavelmente desejará mais.

  • Pratos amados

Carne de porco agridoce: um prazer culposo que assumiu diferentes formas.
Dim sum: uma grande tradição de Hong Kong a Nova York.
Leitão assado e pato à Pequim: maravilhas dos diferentes estilos de fornos adotados pelos chefs chineses.
Xiaolongbao: incríveis surpresas recheadas de sopa. Como eles conseguem que a casca do bolinho aguente todo aquele caldo quente?

  • Pratos polêmicos

Sopa de barbatana de tubarão: os ativistas têm pressionado os restaurantes e mercados chineses a parar de servir o prato nos últimos anos.

Itália

Cappelletti in brodo é uma prato tradicional italiano
Cappelletti in brodo é uma prato tradicional italiano / Freepick/chandlervid85

A comida italiana cativou papilas gustativas em todo o mundo durante séculos, com seus molhos de tomate picantes, aquelas coisas inteligentes que fazem com farinha de trigo e sobremesas que são basicamente veículos para o creme. É tudo tão simples. Pegue um pouco de macarrão, um pouco de azeite, um pouco de alho, talvez um tomate ou uma fatia de bacon. Bam! Você tem uma festa em um prato. E é tudo tão fácil de cozinhar e comer. Dos risotos com queijo às carnes fritas crocantes, a culinária italiana é um compêndio de comida reconfortante que agrada ao público. Muitas pessoas o acolheram em suas casas, especialmente cozinheiros novatos. É aí que reside a verdadeira genialidade: a comida italiana tornou-se a comida de todos.

  • Pratos amados

Ragu alla bolognese (espaguete à bolonhesa): a comida preferida do mundo “não consigo decidir o que comer”.
Pizza: prato surpreendentemente simples, mas satisfatório. Dieta básica de solteiros e estudantes universitários.
Salame ao estilo italiano: perdendo apenas para o cigarro como fonte de dependência.
Café: Cappuccino é para o café da manhã? Esqueça. Queremos isso o dia todo e a noite toda.

  • Pratos polêmicos

Mussarela de búfala: aquelas bolas de queijos esponjosos, esbranquiçados e com sabor sutil de leite de búfala. O sabor é tão sutil que você tem que imaginar.