Buenos Aires: 5 programas fora do óbvio para incluir no seu roteiro pela capital argentina

De bares secretos a aldeia medieval cenográfica, Buenos Aires prova que vai além dos clássicos pontos turísticos; confira passeios e endereços não tão óbvios na cidade

CNN Viagem & Gastronomiado Viagem & Gastronomia Buenos Aires, Argentina

Que Buenos Aires é a terra da parrilla, do tango e dos alfajores ninguém discute, assim como dar aquela passadinha na Casa Rosada e no Obelisco em uma primeira viagem à cidade faz parte inquestionável do roteiro. Mas a capital argentina vai além e também é lar de programas e experiências que fogem do óbvio.

Muitas dos locais surpreendentes se dão pela gastronomia, com bares secretos e restaurantes de influências de diversas culturas. E que tal passear pelo bairro chinês, tomar um chá — até mesmo um drinque — com infusões primorosas em Palermo ou pegar o carro e parar em uma aldeia de estilo medieval nas redondezas?

Tudo isso é possível em Buenos Aires. A seguir, confira 5 programas que fogem do óbvio na capital argentina — e não deixe de mesclar com seus programas favoritos na cidade, sejam eles óbvios ou não:

Bairro chinês

Daniela Filomeno na frente do arco da entrada do Bairro Chinês em Buenos Aires
Daniela Filomeno na entrada do Bairro Chinês, que possui arco de 11 metros de altura / CNN Viagem & Gastronomia

Na região de Belgrano, um arco na Rua Arribeños de 11 metros de altura com representações de dragões e leões dá as boas-vindas ao Barrio Chino, o bairro chinês de Buenos Aires.

Pequeno, ele abrange somente cerca de cinco quarteirões, o que é ideal para percorrer suas lojinhas, restaurantes e mercados que vendem peixes fresquíssimos logo pela manhã.

Objetos de decoração característicos e mangás também são vistos aos montes por aqui. A região costuma ficar bastante movimentada aos finais de semana e também durante o Ano Novo chinês, com festejos e apresentações entre o final de janeiro e o início de fevereiro.

Segundo o órgão de turismo de Buenos Aires, o bairro ganhou forma durante a década de 1980 a partir de imigrantes, principalmente de Taiwan.

Bares secretos

Atrás de uma floricultura, depois da catraca de metrô ou ainda com senha na porta: os bares speakeasy, ou seja, aqueles escondidinhos, ganham vida em vários endereços interessantes pela capital argentina.

Um exemplo é o The Hole Bar, mistura de speakeasy e bar temático em Palermo que imita uma penitenciária norte-americana, tendo como inspiração Alcatraz. Ou ainda o Frank’s, também em Palermo, que se destaca pela coquetelaria clássica e pelo ambiente de madeira de luz baixa, mas que exige uma senha para entrar – as pistas são dadas pelas redes sociais.

Há também o temático Uptown, que imita uma estação de metrô nova-iorquina onde é necessário atravessar uma catraca e passar por um vagão para acessar o bar, assim como o conhecido – e premiado – Florería Atlántico, no subsolo de uma floricultura e que revela ambiente intimista, carta caprichada e comidinhas deliciosas.

Campanópolis: uma aldeia medieval cenográfica

Entrada da vila Campanópolis, construída em estilo medieval nas redondezas de Buenos Aires
Aldeia de Campanópolis foi erguida com materiais de demolição em estilo medieval / Divulgação

A apenas 30 minutos a oeste de Buenos Aires surge uma aldeia com estilo medieval construída a partir de materiais recicláveis de demolição. A curiosa vila de Campanópolis é aberta a visitas guiadas e abrange cerca de 200 hectares, a qual é formada por um conjunto de edifícios ligados por ruas de paralelepípedos, passagens e cantinhos secretos.

Entre as construções há casa colonial, torre, praça principal, anfiteatro, salões, museu da madeira, museu do ferro, lago, pontes, moinho, locomotiva com vagões e casinhas pela floresta.

Palco para eventos e gravações para publicidade, o local fora da curva era um sonho antigo do dono Don Antonio Campana, que emprestou seu sobrenome ao vilarejo. As entradas saem por seis mil pesos (cerca de R$ 88) e as visitas guiadas ocorrem de manhã (das 9h às 13h) e de tarde (das 13h às 17h). Mais informações no site.

Visita ao Palacio Paz

Muita gente nem imagina, mas é em Recoleta, bairro de ares parisienses repleto de mansões aristocráticas, que reside um grandioso edifício em estilo francês do século 20 aberto a visitas guiadas. O Palacio Paz, hoje sede do Círculo Militar, fica em frente à Praça San Martín e chegou a ser a maior residência da cidade no passado, com cerca de 140 quartos, 40 banheiros e mais de 12 mil metros quadrados.

Hoje, parte disso é aberta aos olhos do público, que, por aproximadamente mais de dois mil pesos (cerca de R$ 30), pode ver as salas ornamentadas com mármore, salões dourados, grandes corredores com pisos de azulejos de madeira, esculturas e lustres ostentosos.

O interior conta ainda com restaurante e o jardim possui um café, com direito a mesas no grande pátio externo. As visitas ocorrem apenas às terças, quintas ou sextas, às 16h, com reservas e informações pelo site.

Peru Beach e Tren de la Costa

Se você é fã de esportes ou ainda de passar uma tarde agradável à beira do rio, então o Peru Beach pode ser uma opção em seu roteiro. A 30 minutos de Buenos Aires, o local é um complexo esportivo às margens do Río de la Plata com direito a restaurante e bar próximos da água.

É um local onde são praticados esportes náuticos como caiaque, windsurf, kitesurf e paddleboard, mas esportes em terra também têm seu lugar com parede de escalada, pátio para hóquei e parque de skate.

O local fica aberto diariamente de manhã até o cair da noite, em que a entrada é livre e paga-se apenas o consumo no bar e restaurante ou as aulas desejadas. Pode ser boa opção em dias de calor, em que basta sentar, comprar uma cerveja e contemplar o pôr do sol.

Situado em San Isidro, cidade vizinha à capital argentina, uma das maneiras de se chegar ao complexo é através do Tren de la Costa, trem turístico que margeia o rio e atravessa áreas residenciais e recreativas, sendo uma das maneiras mais populares de conhecer ainda a cidade de Tigre, ao norte de Buenos Aires. Confira rotas e preço do trem aqui.

Bônus: casa de chá com direito a drinques em galeria charmosa

Daniela Filomeno ao lado da perfumista Inés Berton em Buenos Aires
Daniela Filomeno e Inés Berton na loja da Tealosophy em Palermo / CNN Viagem & Gastronomia

A Tealosophy é uma marca de chás com uma variedade para lá de interessante de produtos em três endereços na capital.

Mas é em Palermo que a empreitada acabou de ficar ainda melhor: além de loja própria com chás meticulosamente escolhidos e feitos a dedo, a dona Inés Berton acabou de abrir o Liquid Emotions, uma espécie de bar que faz drinques justamente com os mais diversos chás.

Pequeno e aconchegante, o negócio fica na Paul French Gallery, galeria que é quase uma passagem secreta no bairro e que possui ainda uma floricultura e loja com objetos para casa. Seja fã de chá ou não, você irá se surpreender. O local funciona de segunda a sábado das 11h às 20h.