Férias de julho: Aéreas investem no período e criam 4,2 mil voos extras pelo país

Região Nordeste receberá boa parte desse incremento, o que deve movimentar milhares de turistas

Recife está entre as cidades mais buscadas entre brasileiros para viajar em 2023
Recife está entre as cidades mais buscadas entre brasileiros para viajar em 2023 Pxhere

Carolina Fariasda CNN São Paulo

O mês de julho está chegando e junto com ele as férias escolares, período que movimenta milhares de turistas pelo país e que pede planejamento para toda família conseguir curtir.

Para este ano, a perspectiva do setor está alta, de acordo com levantamento do Ministério do Turismo, divulgado na segunda-feira (12). O estudo mostra que o setor aéreo deve oferecer mais de 4.200 mil voos extras durante o mês. A região que mais deve receber esse excedente é o Nordeste, com sua extensa costa litorânea e seus destinos paradisíacos.

A Latam Brasil informou que ofertará quase metade dos voos extras no período (1.900), com maiores incrementos para o Nordeste brasileiro. Ao todo, a empresa prevê a realização de 24.500 voos, montante 17% acima do registrado no ano passado.

A estimativa é de que 3,6 milhões de passageiros sejam transportados no período.

Já a Azul Linhas Aéreas informou um aumento de 1.459 voos no período, com a inclusão de seis novas rotas partindo do Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Goiânia com destino a cidades como Salvador (BA), Recife (PE) e Caldas Novas (GO).

A companhia diz que a capital pernambucana receberá a maioria dos novos voos.

“Estamos preparando uma alta temporada focada em cidades turísticas e rotas que levam os clientes de pontos estratégicos até dois dos nossos principais hubs”, informou a Azul em comunicado.

A Gol também disponibilizará voos extras para o mês, um incremento de 880 voos. As regiões Nordeste e Norte terão um crescimento de 19% e 17% nas decolagens. Já o Sul e o Sudeste contarão com alta de 15% e 14% nas decolagens.

A empresa também está adicionando 18 novas rotas durante o período e 13 rotas adicionais, sendo sete para o Nordeste. A expectativa é de crescimento de 10% em operações na malha aérea e 15% em capacidade, em comparação com julho de 2022.

O setor aéreo representa um dos principais meios de transportes para as férias de julho. O período é uma oportunidade para promover e preservar o patrimônio cultural e natural do Brasil, contribuindo para a valorização e conservação das riquezas turísticas.

Com eventos, festivais e atividades específicas para essa época do ano, o turismo brasileiro aproveita o mês de julho como uma vitrine para encantar e atrair visitantes, proporcionando experiências inesquecíveis e contribuindo para o desenvolvimento econômico do país.