Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Donos de carros elétricos buscam opções para recarga mais fácil e barata

    Soluções incluem plataformas que oferecem aluguel de carregadores, cabos enterrados na calçada e até mesmo carregamento móvel

    Clare Tan puxa cabo para carregar seu carro elétrico na rua em Berkhamsted, no Reino Unido
    Clare Tan puxa cabo para carregar seu carro elétrico na rua em Berkhamsted, no Reino Unido Reuters/Nick Carey

    Reuters Por Nick Carey, da Reuters

    Os donos de veículos elétricos que não têm condições de instalar um carregador em casa estão recorrendo a soluções alternativas oferecidas por empresas norte-americanas e europeias para substituir os pontos públicos de recarga, muitas vezes caros ou inconvenientes.

    As soluções incluem plataformas online que permitem que as pessoas aluguem seus carregadores, cabos enterrados na calçada para propriedades sem garagem e até mesmo carregamento móvel.

    Embora esses serviços possam reduzir o problema da infraestrutura global de recarga pública, eles não atingirão a escala necessária para resolvê-lo tão cedo.

    Na verdade, o esforço que essas startups estão fazendo para obter mais capacidade de recarga ressalta a dificuldade contínua, apesar dos subsídios públicos, de desenvolver a rede de necessária para apoiar uma transição completa para os veículos elétricos.

    Os Estados Unidos e a Europa estão subsidiando tanto as redes públicas de recarga rápida quanto as redes de recarga mais lentas nas ruas, mas seu desenvolvimento tem sido prejudicado por uma infinidade de regras nacionais e locais e pelo que a Câmara dos Lordes do Reino Unido descreveu em um relatório recente como “regulamentações de planejamento desatualizadas e desproporcionais”.

    Muitos proprietários em potencial estão evitando os veículos elétricos e permanecendo com carros movidos a combustíveis fósseis, um fator importante que diminui a demanda em todo o mundo.

    Clare Tan tinha preocupações semelhantes antes de alugar seu SUV BYD Atto 3. Ela mora em um apartamento, mas encontrou um proprietário alugando um carregador perto de seu local de trabalho, no norte de Londres.

    Tan usou um aplicativo chamado Co Charger, onde cerca de 5.500 “hosts” listam carregadores para aluguel. “As pessoas precisam de confiança de que podem cobrar preços acessíveis para comprar veículos elétricos”, disse o CEO Joel Teague.

    Em uma pesquisa da Ipsos de 2023, 39% dos 4.000 motoristas britânicos entrevistados disseram que mudariam para um veículo elétrico se não tivessem que depender exclusivamente de instalações públicas de recarga.

    Heather Hochrein fundou a EVmatch, com sede em Redwood City, na Califórnia, em 2016, para conectar proprietários e locatários de carregadores. Ela construiu um negócio instalando e administrando milhares de carregadores para complexos de apartamentos, em 47 Estados norte-americanos, que a EVmatch também aluga ao público por meio de seu aplicativo.

    Empresas com esse modelo de negócio afirmam ter registado um forte crescimento, mas sua vantagem pode ser limitada. O compartilhamento de carregadores requer uma massa crítica de proprietários dispostos a alugar carregadores em uma área específica, porque os clientes normalmente precisam poder caminhar até algum lugar enquanto seus carros reabastecem.

    Outras empresas querem ampliar o número de residências que podem instalar carregadores. A startup britânica Kerbo Charge está entre as que enterram cabos na calçada para transportar um cabo de carregamento de uma casa para a rua.

    A Kerbo Charge tem aprovação da cidade norte-americana de Filadélfia para fazer a instalação e espera acordos com autoridades locais no Reino Unido em breve, disse o diretor da empresa, Michael Goulden, acrescentando: “Ninguém vai usar veículos elétricos se não puder carregar em casa”.