Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Caio Junqueira

    Caio Junqueira

    Formado em Direito e Jornalismo, cobre política há 20 anos, 10 deles em Brasília cobrindo os 3 Poderes. Passou por Folha, Valor, Estadão e Crusoé

    Tabata aciona Justiça Eleitoral contra Boulos por divulgação irregular de pesquisa

    Polêmica se originou após a divulgação de uma pesquisa eleitoral nas redes sociais de Boulos

    Tabata aciona Justiça Eleitoral contra Boulos por divulgação irregular de pesquisa
    Tabata aciona Justiça Eleitoral contra Boulos por divulgação irregular de pesquisa

    A deputada Tabata Amaral (PSB) acionou na Justiça Eleitoral o também deputado Guilherme Boulos (PSOL) o acusando de divulgação irregular de pesquisa eleitoral.

    Na segunda-feira (4), a CNN revelou que a campanha do prefeito Ricardo Nunes (MDB) também entrou com uma ação questionando Boulos sobre a publicação.

    Na ação de Tabata, obtida pela CNN, ela diz que Boulos utilizou suas redes sociais para mostrar que “lidera contra qualquer bolsonarista”.

    No quadro, aparecem Boulos com 34%, Nunes com 29%, o deputado federal Ricardo Salles (PL) com 12% e o senador Marcos Pontes (PL) com 11%.

    De acordo com ela, a publicação “contém irregularidades na sua divulgação”.

    “É que na divulgação da pesquisa a que faz referência, registrada no PesquEl sob o número SP-033963/2024 (doc.2), o Representado, de forma dissimulada omite da disputa eleitoral os números registrados pela pesquisa da Sra. TÁBATA AMARAL, também pré-candidata ao cargo executivo municipal no pleito vindouro na cidade de São Paulo.”

    “Na publicação em sua página na rede social, o Representado ignora os dados registrados pela pesquisa eleitoral, na qual apontam que a pré-candidata pelo partido Representante possui 10% das intenções do eleitorado nos cenários com a inclusão dos chamados ‘Bolsonaristas’”, disse.

    Afirma ainda que Boulos “de forma deliberada, omite os dados estatísticos de pesquisa eleitoral em sua divulgação, com a vil intenção de manipular e ludibriar o eleitorado e, mais ainda, omitindo informações públicas em seu benefício”.

    A campanha de Tabata pede ao final que Boulos seja obrigado a retirar a publicação de suas redes e pague uma multa.

    Pacto de não agressão

    Tabata utilizou suas redes sociais para criticar a publicação.

    “Em nenhuma dessas leituras, não importa o quanto eu me esforce, eu consigo entender de onde o Boulos tirou esse gráfico que ele postou. Esse cenário não existe”, disse ela.

    “Ele simplesmente retirou meu nome e colocou uma realidade que sequer faz sentido. Agora eu pergunto para vocês: o que é isso? É estatística criativa? É erro, alguém não tinha noção do que estava fazendo? Ou é safadeza mesmo?”, questionou.

    Politicamente, a ação de Tabata rompe com uma expectativa do governo federal e do PT de que ela tivesse uma postura de não agressão a Boulos. Isso porque seu partido integra a base aliada de Lula — é o mesmo partido do vice-presidente Geraldo Alckmin.

    Procurada, a campanha de Boulos ainda não se manifestou.